Al-Dhahabi



As informações que conseguimos compilar sobre Al-Dhahabi foram cuidadosamente revisadas e estruturadas para torná-las tão úteis quanto possível. Você provavelmente veio aqui para saber mais sobre Al-Dhahabi. Na Internet, é fácil se perder na confusão de sites que falam sobre Al-Dhahabi e ainda não fornecem o que você quer saber sobre Al-Dhahabi. Esperamos que nos informe nos comentários se você gostar do que leu sobre Al-Dhahabi abaixo. Se as informações sobre Al-Dhahabi que fornecemos não são as que você estava procurando, por favor nos informe para que possamos melhorar este site diariamente.

.

Al-Dhahabi
Biografia
Aniversário

Kafr Batna ( em )
Morte
Nome na língua nativa
مُحمَّد بن أحمد بن عُثمان بن قايماز الذهبي
Apelidos
شمس الدين , أبو عبد الله
Atividades
Outra informação
Áreas
Teologia islâmica ( in ) , ciência de hadith , história
Religião
Mestres
Ibn Daqiq al-Eid ( em ) , Abu Bakr Ibn Abdul Hakm ( d ) , Ibn al-Kharrat al-Dawalibi ( d ) , al-Dimyāṭī ( d ) , Ibn Taymiyya , Yūsuf Ibn-az-Zakī Mizzī ( em ) , Q12227686 , Fatḥ al-Din Ibn Sayyid al-nas ( em )
Título honorário
Imam ( d )
Trabalhos primários
Siyar a`lam al-nubala ' ( d ) , tārykhou āl'islām wa wafiyyātou ālmashāḥyri wa aʿlāmi ( d ) , Tadhkirat al-huffaz ( d )

Adh-Dhahabī (1274–1348) é um estudioso do hadith e historiador muçulmano. Ele viveu em Damasco no início do período do sultanato mameluco .

Biografia

O que sabemos sobre a vida de Al-Dhahabi vem principalmente do Tabaqāt ash-shāfi'iyya al-kubrā de seu discípulo, 'Abd al-Wahhāb as-Subkī.

Al-Dhahabi nasceu em 1274 em Damasco . Ele foi um grande mestre Shafeite , um conhecedor de hadith e um historiador do Islã. De origem turcomena , ele estudou em sua cidade natal, em seguida, viajou para o Cairo e outras cidades, incluindo Damasco, Alexandria e Meca, em busca das ciências sagradas dos melhores mestres de seu tempo, e dizem que ele tinha 1.300.

De acordo com o testemunho unânime de seus biógrafos, ele foi um dos maiores tradicionalistas de seu tempo e também foi apelidado de muhaddith al-'asr ("o tradicionalista da época") e khatām al-huffāz ("selo do hāfiz  ") . Além de ser um mestre de hadith, ele também era um imã e uma autoridade em leitura e exegese do Alcorão.

Ele ficou cego sete anos antes de sua morte, que ocorreu em Damasco em 748/1348.

Trabalho e posteridade

Ele é creditado com cem obras, como o Tarikh al-Islam al-kabir ("A grande história do Islã") em 36 volumes ou A vida dos personagens nobres ( Siyar a'lam an-nubala ' ) em vinte e três volumes.

Subkī descreverá o prestígio de seu mestre da seguinte maneira: “Seu nome seguiu um caminho como o do sol; mas ele não se cobriu nem quando a chuva caiu, nem quando a noite veio. Pessoas vinham a ele de todo o país e perguntas o chamavam de todos os lados. Ele era uma glória da qual se orgulhava e um ornamento do qual este mundo inferior aparece. " .

Seus professores

Aqui está uma lista dos professores mais notáveis ​​com os quais ele estudou:

  • Al-Abarquhi, Ahmad ibn Ishaq ibn Muhammad al-Misri (morto em 701);
  • Ibn al-Zahiri, Ahmad ibn Muhammad ibn `Abd Allah al-Halabi;
  • Ibn Daqiq al-`Id;
  • Taqi ad-Din Ahmad Ibn Taymiyya  ;
  • Jamal al-Din Abu al-Ma`ali Muhammad ibn `Ali al-Ansari al-Zamalkani al-Dimashqi al-Shafi`i (falecido em 727);
  • Sharaf al-Din al-Dimyati, `Abd al-Mu'min ibn Khalaf.

Trabalho

Ele é o autor de quase uma centena de obras, algumas de tamanho considerável:

  • Al-Amsar Dhawat al-Athar  ;
  • Al-Kaba'ir  ;
  • Al-Mustadrak alaa al-Sahihain  ;
  • Al-Tajrid fi Asma 'al-Sahaba  ;
  • Duwal al-Islam  ;
  • Manaaqib Al-imam Abu Hanifa wa saahibayhi Abu Yusuf wa Muhammad Ibn al-Hasan  ;
  • Mukhtasar Kitab al-Wahm wa al-Iham li Ibn al-Qattan  ;
  • Mukhtasar Sunan al-Bayhaqi  ;
  • Siyar a`lam al-nubala '  ;
  • Tabaqat al-Qurra  ;
  • Tadhhib Tahdhib al-Kamal  ;
    • Al-Kashif fi Ma`rifa Man Lahu Riwaya fi al-Kutub al-Sitta  ;
    • Al-Mujarrad fi Asma 'Rijal al-Kutub al-Sitta  ;
  • Tadhkirat al-huffaz  ;
  • Tarikh al-Islam al-Kabir .

Notas e referências

  1. Seu nome verdadeiro é Muhammad ibn Ahmad ibn `Uthman ibn Qaymaz ibn` Abd Allah, Shams al-Din Abu` Abd Allah al-Turkmani al-Diyarbakri al-Fariqi al-Dimashqi al-Dhahabi al-Shafi`i ( árabe  : محمد بن احمد بن عثمان بن قيوم ، أبو عبد الله شمس الدين الذهبي )
  2. Hoberman, Barry (setembro - outubro de 1982). "The Battle of Talas", Saudi Aramco World , p. 26-31. Indiana University .
  3. Tabaqāt ash-shāfi''iyya al-kubrā, Cairo, 1905, vol. V., p. 217, citado em Emir Abd el-Kader, Le Livre des Haltes , tradução de Abdallah Penot , Paris, Dervy, 2008.

Bibliografia

  • (pt) Caterina Bori, "al-Dhahabi" , na Encylopaedia of Islam THREE , Leiden, EJ Brill,( leia online ) , p.  73-80

Apêndices

links externos

Esperamos que as informações que coletamos sobre Al-Dhahabi tenham sido úteis para você. Se for o caso, não se esqueça de nos recomendar a seus amigos e familiares, e lembre-se que você pode sempre nos contatar se precisar de nós. Se, apesar de nossos melhores esforços, você acha que o que fornecemos sobre _título não é totalmente exato ou que devemos acrescentar ou corrigir algo, ficaríamos gratos se você nos avisasse. Fornecer as melhores e mais completas informações sobre Al-Dhahabi e qualquer outro assunto é a essência deste website; somos movidos pelo mesmo espírito que inspirou os criadores do Projeto Enciclopédia, e por esta razão esperamos que o que você encontrou sobre Al-Dhahabi neste website o tenha ajudado a expandir seu conhecimento.

Opiniones de nuestros usuarios

Flavio Do Socorro

Finalmente! Hoje em dia parece que se eles não escrevem artigos de dez mil palavras eles não estão felizes. Senhores redatores de conteúdo, este SIM é um bom artigo sobre Al-Dhahabi.

Larissa Duarte

Gostei da página, e o artigo sobre Al-Dhahabi é o que eu estava procurando.

Arthur Dutra

Achei que já sabia tudo sobre Al-Dhahabi, mas neste artigo verifiquei que alguns detalhes que achei bons não ficaram tão bons assim. Obrigado pela informação.

Flavio Vasconcelos

Neste post sobre Al-Dhahabi eu aprendi coisas que não sabia, então posso ir para a cama agora.