Galileo (estudioso)



As informações que conseguimos compilar sobre Galileo (estudioso) foram cuidadosamente revisadas e estruturadas para torná-las tão úteis quanto possível. Você provavelmente veio aqui para saber mais sobre Galileo (estudioso). Na Internet, é fácil se perder na confusão de sites que falam sobre Galileo (estudioso) e ainda não fornecem o que você quer saber sobre Galileo (estudioso). Esperamos que nos informe nos comentários se você gostar do que leu sobre Galileo (estudioso) abaixo. Se as informações sobre Galileo (estudioso) que fornecemos não são as que você estava procurando, por favor nos informe para que possamos melhorar este site diariamente.

.

Galileo ( italiano  : Galileo Galilei ), nasceu em Pisa em 1564 e morreu em Arcetri, perto de Florença, em(77 anos), é um matemático , topógrafo , físico e astrônomo italiano do XVII th  século .

Entre suas realizações técnicas, ele aperfeiçoou e explorou o telescópio astronômico , aperfeiçoando a descoberta holandesa de um telescópio de aproximação , para fazer observações rápidas e precoces que perturbaram os fundamentos da astronomia . Este cientista, portanto, se colocou como um defensor da abordagem de modelagem copernicana do Universo , propondo-se a adotar o heliocentrismo e os movimentos de satélite . Suas observações e generalizações, então, encontraram críticas de filósofos que apoiaram Aristóteles (propondo um geocentrismo estável, uma classificação de corpos e seres, uma ordem imutável de elementos e uma evolução regulada de substâncias) e cientistas ligados ao modelo de Ptolomeu . , Bem como a parte dos teólogos da Igreja Católica Romana e das Igrejas Protestantes . Galileu, que não tinha evidências diretas do movimento terreno, às vezes se esquecia da cautela que seus protetores religiosos lhe recomendavam.

Em sua obra sobre cometas de 1623, ele defende “a escrita matemática do livro do Universo”. Se Galileu não contribuiu para o avanço da álgebra , ele, no entanto, produziu novos e notáveis ​​trabalhos sobre sequências , sobre certas curvas geométricas e sobre a consideração do infinitamente pequeno .

Por seus estudos e seus numerosos experimentos, às vezes apenas de pensamento, sobre o equilíbrio e o movimento de corpos sólidos, em particular sua queda, sua translação retilínea, sua inércia, bem como pela generalização das medidas, em particular do tempo por o isocronismo do pêndulo e a resistência dos materiais , este pesquisador toscano lançou as bases da mecânica com cinemática e dinâmica . Ele é considerado desde 1680 como o fundador da física , que se estabeleceu como a primeira das ciências exatas modernas.

Os primeiros anos

Galileo Galilei (Galileo), filho de Vincenzo Galilei e Giulia Ammannati , é o mais velho de seus sete filhos. A família florentina pertence à pequena nobreza e ganha a vida do comércio em Pisa . Vincenzo Galilei, seu pai, é um alaúde , músico , cantor e autor em 1581 de um Diálogo de la musique moderne . Ele participa de controvérsias sobre teoria musical .

Infância

Galileo mostrou grande habilidade manual desde o início. Quando criança, ele se divertia fazendo os modelos das máquinas que viu.

Ele foi educado com seus pais até a idade de 10 anos. Eles então se mudaram para Florença e o confiaram a um padre da vizinhança, Jacopo Borghini, por dois anos. Posteriormente, Galileu entrou no convento de Santa Maria de Vallombrosa e lá recebeu uma educação religiosa. Empurrado para o noviciado por seus mestres, ele não seguiu sua carreira eclesiástica por muito tempo: seu pai, aproveitando-se da doença ocular de seu filho, o trouxe de volta a Florença em 1579 .

Dois anos depois, Vincenzo Galilei matriculou-o na Universidade de Pisa, onde fez cursos de medicina (seguindo os passos de um de seus ancestrais gloriosos, o magister (mestre) Galilaeus de Galilaeis), (1370 - ~ 1450), mas sem demonstrar qualquer interesse nisso. Retornou a Florença em 1585 sem ter concluído seus estudos ou obtido seu diploma.

A descoberta de sua vocação

A partir de 1583 , Galileu foi apresentado à matemática por Ostilio Ricci , amigo da família, aluno de Tartaglia . Embora Ricci fosse um estudioso pouco conhecido, ele tinha o hábito, raro na época, de vincular a teoria à prática por meio da experiência. Ele também foi influenciado por Giovanni Battista Benedetti , outro aluno de Tartaglia.

Aos dezenove anos, ele descobriu, cronometrando com seu pulso, a regularidade das oscilações dos lustres da catedral de Pisa. De volta para casa, ele compara as oscilações de dois pêndulos e trabalha sobre a lei do isocronismo dos pêndulos , da qual o holandês Christian Huygens descobre a verdadeira lei do isocronismo rigoroso (exigindo a invenção de outro movimento isócrono: o pêndulo cicloidal enquanto o pêndulo simples de Galileu não é perfeitamente isócrono) em, etapa da descoberta de uma nova ciência: a mecânica galileana .

Galileu observa a regularidade do movimento do pêndulo simples e o descreve em 1638. Ele afirma que o período de um pêndulo não depende de sua massa, mas de seu comprimento e estabelece a lei dos períodos: os quadrados dos períodos de oscilações são proporcionais ao comprimento dos pêndulos.
A fórmula (no quadro da aproximação de pequenas oscilações) é hoje expressa da seguinte forma:

com o período das oscilações, o comprimento do pêndulo e a intensidade da gravidade.

Galileu começou a estudar medicina, mas não tendo gosto pela medicina e pela filosofia aristotélica , ele os abandonou. Graças a Euclides , que o deslumbrou, Galileu redirecionou seus estudos para a matemática. A partir de então, ele afirma ser Pitágoras , Platão e Arquimedes e contra o geocentrismo aristotélico. Na corrente humanista , ele também escreveu um panfleto feroz sobre a profissão docente de sua época. Dois anos depois, voltou a Florença sem diploma, mas com grande conhecimento e grande curiosidade científica.

De Florença a Pisa (1585-1592)

Galileu começa demonstrando vários teoremas sobre o centro de gravidade de certos sólidos em seu Theoremata circa centrum gravitatis solidum , e em 1586 se compromete a reconstruir o equilíbrio hidrostático de Arquimedes ou Bilancetta. Ao mesmo tempo, ele continuou seus estudos sobre as oscilações do pêndulo pesado e inventou o pulsômetro . Esse dispositivo ajudava a medir o pulso e fornecia um padrão de tempo, que não existia na época. Ele também começou seus estudos sobre corpos em queda .

Desde o seu retorno de Pisa, o ex-aluno frequentou círculos de amantes da música em Florença, querido por seu pai, um excelente teórico da música. Lá ele dá palestras acadêmicas sobre arte e literatura. O filho Galileu é assim notado pelo cenáculo do Cardeal del Monte , que, na política peninsular, apoia o partido francês. Em 1588 ele foi convidado pela Accademia Fiorentina (Florença Academy) apresentar duas lições sobre a forma, o lugar e dimensão de Dante Inferno .

Além de suas atividades diversificadas, ele busca em vão um emprego como professor de geometria ou matemática em uma universidade. A morte de seu pai, que adoeceu gravemente em 1589, tornou essa busca crucial, porque agora ele precisava sustentar sua família por conta própria. Procurou então conhecer, entre outras grandes figuras com quem já se correspondia, o padre jesuíta Christophorus Clavius , figura destacada da matemática do Pontifício Colégio . Também recebe ajuda do matemático Guidobaldo del Monte . Este último recomenda a Galiléia ao grão-duque Ferdinando I er da Toscana , que o nomeou para a cadeira de matemática da Universidade de Pisa por 60 coroas por ano, uma miséria. Sua aula inaugural acontece em.

Em 1590 e 1591 , ele descobriu o ciclóide e usou-o para desenhar arcos para fazer pontes .

Ele também experimentou corpos em queda e escreveu seu primeiro trabalho sobre mecânica, De motu (O movimento). A própria realidade dessas “experiências” é agora amplamente questionada e tida como uma invenção de seu primeiro biógrafo, Vincenzo Viviani . Este volume contém novas idéias para a época, mas ainda expõe, obviamente para se adaptar às restrições da educação oficial, os princípios da escola aristotélica e o sistema de Ptolomeu . Galileu os ensinou por muito tempo, depois de se convencer da correção do sistema copernicano , mas por falta de provas tangíveis.

Universidade de Pádua (1592-1610)

Em 1592 , Galileu deixou de lecionar na Universidade de Pádua , onde permaneceu por 18 anos. A partida de Pisa, depois de apenas três anos, é explicada por uma disputa com um filho do Grão-Duque Ferdinando I er da Toscana . Este novo posto em Pádua foi oferecido a ele pelo Cardeal Del Monte. Ele é significativamente mais bem pago e acompanhado pelo gozo de uma casa que não hesitará em alugar em parte para seus alunos estrangeiros, mesmo que isso signifique morar com eles durante as aulas. Além disso, oferece excelentes instalações de pesquisa.

Pádua , que possui artesãos de metal e madeira, especialistas em fundição e marcenaria , pertencia à poderosa República de Veneza , o que garantiu a Galileu grande liberdade intelectual, estando ali a Inquisição muito poderosa. Embora Giordano Bruno tivesse sido entregue à Inquisição pelos patrícios da República, Galileu poderia realizar suas pesquisas sem muitos problemas. Veneza é então muito famosa pelo seu arsenal e todo o seu know-how artesanal e técnico, que oferece a Galileu grandes possibilidades. Detalhe importante, a grande cidade republicana também é famosa pela qualidade de sua indústria vidreira, protegida nos ilhéus de Murano. Ele vai ficar modestamente na cidade, a “Sereníssima”, com sua companheira e seus filhos.

Galileo ensina mecânica aplicada, matemática, astronomia e arquitetura militar . Estabelece uma cooperação frutuosa com as oficinas de fundadores e carpinteiros, o que lhe permite desenvolver com os seus alunos experiências sobre a movimentação de sólidos. Ele então professou publicamente o sistema de Ptolomeu , ainda não ousando se levantar contra as idéias aceitas, embora já tivesse pessoalmente adotado o sistema de Copérnico . Suas aulas de mecânica tiveram um sucesso considerável, que foi muito além do quadro da República de Veneza, e o Padre Mersenne publicará na França em 1634 a Mecânica da Galiléia .

Desde a morte de seu pai em 1591 , Galileu teve que prover as necessidades da família: ele é notavelmente fiador do dote - dez vezes maior do que seu salário - de uma de suas irmãs e terá que até o fim do seu a vida ajudaria financeiramente seu irmão Michelagnolo Galilei ou suportaria a crescente instabilidade de sua mãe (endividado, ele sabia que ao retornar a Florença seria preso). Galileu é monopolizado por suas tarefas de ensino e pesquisa: ele dá muitas aulas particulares para estudantes ricos que ele aloja em sua casa. Mas era um péssimo administrador e só a venda de instrumentos científicos ( termômetro Galileo , balança hidrostática) e principalmente a ajuda financeira de seus protetores e amigos lhe permitiam balancear suas contas.

Em 1593 , ele escreveu o Trattato di Forticazioni (tratado sobre fortificações) e o Trattato di Meccaniche (tratado sobre mecânica) para seus alunos particulares. O trabalho de Galileu permite uma melhor eficiência da artilharia pesada (estabelecem que um canhão deve estar apontado a 45 ° para ter seu alcance máximo) e não é objeto de qualquer disputa.

Em 1597 , aperfeiçoou e fabricou uma bússola de proporção , a bússola geométrica e militar , ancestral da régua de cálculo , que teve grande sucesso comercial. Ele não escreveu as instruções de uso até nove anos depois.

Em 1599 , Galileu ajudou a fundar a Accademia dei Ricovrati (Academia dos Descobrimentos) com o padre Federico Cornaro . No mesmo ano, trouxe o mecânico Marc'Antonio Mazzoleni à oficina no andar térreo de sua casa para fabricar e comercializar, de acordo com seus próprios planos, instrumentos científicos.

No mesmo ano, Galileu conhece Marina Gamba , uma jovem veneziana de família modesta, com quem mantém um caso até 1610 (não são casados ​​e não vivem sob o mesmo teto). Em 1600 , nasceu Virginia, sua primeira filha, seguida por sua irmã Livia em 1601 , então um filho, Vincenzo, em 1606 . Após a separação (não conflituosa) do casal, Galileu cuida dos filhos. Posteriormente, ele colocará suas filhas no convento de Arcetri . Sua filha mais velha, Virginie, se tornaria Irmã Marie Céleste como filha de um cientista fascinado pelas estrelas.

Segundo Guillaume Libri , Galileu experimentou por volta de 1602-1603, um dispositivo destinado a observar variações de temperatura ou termoscópio e mostrou os efeitos a Castelli . Mas a primazia da descoberta não pode ser atestada.

O ano de 1604

1604 é annus mirabilis , um ano excepcional para Galileu, que faz 40 anos:

  • Em julho, ele testa sua bomba d'água em um jardim em Pádua.
  • Em outubro, ele descobriu a lei do movimento uniformemente acelerado , que ele associava a uma lei errônea das velocidades.
  • Em dezembro, ele começa a observação de uma nova conhecida desde pelo menos 10 de outubro . Ele dedicou 5 aulas ao assunto no mês seguinte, e em fevereiro de 1605 ele co-publicou Dialogo de Cecco di Ronchitti em Perpuosito de la Stella Nova com Girolamo Spinelli . Embora o surgimento de uma nova estrela, e seu súbito desaparecimento, contradiga completamente a teoria estabelecida da inalterabilidade dos céus, Galileu ainda permanece um aristotélico em público, mas ele já é firmemente copernicano em privado. Ele aguarda provas irrefutáveis ​​nas quais se basear para denunciar o aristotelismo.

Retomando seus estudos sobre o movimento , Galileu mostra que os projéteis seguem trajetórias parabólicas no vácuo .

De 1606 a 1609

Em 1606 , Galileu e dois de seus amigos adoeceram no mesmo dia com a mesma doença infecciosa . Apenas Galileu sobreviveu, mas ele permanecerá aleijado de reumatismo pelo resto de sua vida.

Nos dois anos seguintes, o cientista estudou as armaduras de ímãs . Sua obra ainda pode ser vista no Museu de História da Ciência ( Istituto e Museo di Storia della Scienza ) em Florença .

Os óculos

Melhoria do telescópio

Réplica de um telescópio do Observatório Galileo Griffith.
Desenho da lua de Galileu, publicado em " Sidereus Nuncius " em 1610 , ao lado de uma fotografia com a mesma visão.

Em maio de 1609 , Galileu recebeu de Paris uma carta do francês Jacques Badovere  (en) , um de seus ex-alunos, que lhe confirmou um rumor insistente: a existência de um telescópio projetado pelo oculista holandês Hans Lippershey. Em 1608, e permitindo ver objetos distantes.

Comumente fabricado na Holanda e na França, o telescópio é antes de tudo um brinquedo comum que amplia objetos observados cerca de sete vezes, não sem enormes aberrações laterais. Segundo as indicações francesas que prevêem o uso de um multiplicador do sentido da visão, Galileu, que já não leciona Cosimo II de Medici , construiu seu primeiro telescópio .

Galileo aprimora este telescópio simples aplicando princípios básicos de ótica e o transforma em um telescópio refrator, visualizando estrelas invisíveis a olho nu. Seu instrumento ainda distorce visivelmente os objetos, mas acima de tudo os amplia linearmente em até trinta vezes. Galileu também foi o único na época na Europa a conseguir obter uma imagem reta graças ao uso de uma lente divergente na ocular .

Esta invenção marca uma virada na vida de Galileu porque o transforma de físico em astrônomo. E ele acredita imediatamente, sem construir uma teoria cautelosa do instrumento óptico fabricado, que está observando bem a realidade. Ele corre para observar os corpos celestes e já extrapola seus movimentos.

O , ele terminou seu segundo telescópio bem próximo ao telescópio holandês e projetado para observação marítima ou noturna. Ele cresce oito ou nove vezes. Ele o apresenta ao Senado de Veneza . A manifestação ocorre no topo do Campanile na Praça de São Marcos . Os espectadores ficam emocionados: diante de seus olhos, Murano , localizado a 2,5  km de distância , parece estar a apenas 300  m de distância.

Galileu oferece seu instrumento e lega os direitos à República de Veneza, muito interessada nas aplicações militares do objeto. Como recompensa, Galileu é confirmado vitaliciamente em seu posto em Pádua e seu salário é dobrado. Ele finalmente está livre de suas dificuldades financeiras.

Deve-se notar, entretanto, que Galileu não dominou a teoria óptica e que os instrumentos fabricados são de qualidade muito variável. Alguns vidros são praticamente inutilizáveis ​​(pelo menos em observação astronômica). Em abril de 1610 , em Bolonha , por exemplo, a demonstração do telescópio foi desastrosa, como relata Martin Horky em uma carta a Kepler .

O próprio Galileu admitiu em março de 1610 que dos mais de 60 óculos que construiu apenas alguns eram adequados. Numerosos testemunhos, incluindo o de Kepler, confirmam a mediocridade dos primeiros instrumentos.

Montadas em tubos simples de madeira ou papelão, as lentes projetadas por Galileu permitiram ao olho humano, pela primeira vez, estudar a Lua , as manchas solares e os planetas e seus satélites de perto.

Vários dos óculos astronômicos construídos por Galileu estão em exibição no Museu Galileo (Florença) .

Observação da lua

Fases da Lua desenhada por Galileu em 1616 .

Durante o outono, Galileu continua desenvolvendo seus óculos. Em novembro, ele faz um instrumento que cresce vinte vezes. Ele leva tempo para virar seu telescópio para o céu. Muito rapidamente, ao observar as fases da Lua , ele descobre, alguns meses depois de Thomas Harriot , que esta estrela não é perfeita como a teoria aristotélica desejava.

A física aristotélica , que era uma autoridade na época, distinguia entre dois mundos:

  • o mundo "sublunar": compreende a Terra e tudo o que existe entre a Terra e a Lua; neste mundo tudo é imperfeito e mutável;
  • o mundo "supralunar": que começa na Lua e se estende além. Nesta área, existem apenas formas geométricas perfeitas (esferas) e movimentos regulares imutáveis ​​(circulares).

Galileu, entretanto, observou uma zona de transição entre sombra e luz, o terminador , que não era de forma alguma regular, o que consequentemente invalidou a teoria aristotélica. Galileu deduz daí a existência de montanhas na Lua e chega a estimar sua altura em 7.000 metros, mais do que a montanha mais alta conhecida na época. Deve-se dizer que os meios técnicos da época não permitiam saber a altitude das montanhas terrestres sem fantasia. Quando Galileu publica seu Sidereus Nuncius (Mensageiro Celestial), ele acredita que as montanhas lunares são mais altas do que as da Terra, embora na realidade sejam equivalentes.

cabeça nas estrelas

Em poucas semanas, ele descobre a natureza da Via Láctea , conta as estrelas da constelação de Órion e nota que algumas estrelas visíveis a olho nu são, na verdade , aglomerados de estrelas . Ele também estuda as manchas solares no sol.

O , Galileu faz uma descoberta importante: ele percebe três pequenas estrelas ao lado de Júpiter. Após algumas noites de observação, ele descobre que existe um quarto e que eles acompanham o planeta. Estes são os satélites visíveis de Júpiter, que ele mais tarde chamou de estrelas Mediceanas ou estrelas Mediceanas, em homenagem a seus protetores, a Família Medici, Grão-Duques da Toscana.

Os satélites de Júpiter (hoje chamados de luas galileanas ) serão batizados de Calisto , Europa , Ganimedes e Io por Simon Marius , que também reivindicará sua descoberta vários anos depois. Para Galileu, que é então o único a explicar seus movimentos relativos, Júpiter e seus satélites são um modelo do sistema solar . Graças a eles, ele pensa que pode demonstrar que os "orbes de cristal" de Aristóteles não existem e que todos os corpos celestes não giram em torno da Terra. É um golpe muito severo para os aristotélicos. Também corrige alguns copernistas que afirmam que todos os corpos celestes giram em torno do Sol (exceto a Lua).

O , Galileu publica em Veneza os resultados de suas primeiras observações estelares na obra Sidereus Nuncius (O Mensageiro Celestial), das quais 500 cópias se esgotarão em poucos dias. O professor universitário de Pádua, que exibe sua origem florentina, alcançou a fama em poucas semanas. Os tribunais italianos falam apenas sobre suas observações astronômicas e querem conhecer o nobre cientista florentino.

Ansioso por regressar com todas as honras à sua Toscana natal e a Florença, Galileu rebatizou os satélites de Júpiter que são por algum tempo as “estrelas Mediceanas  ”, em homenagem a Cosimo II de Medici , seu ex-aluno e Grão-Duque da Toscana que acaba de concedeu-lhe uma generosa pensão vitalícia e ofereceu-lhe um cargo oficial como agrimensor do Ducado de Florença. Galileu hesitou entre Cosmica sidera e Medicea sidera . O jogo de palavras "Cosmica = Cosme" é obviamente voluntário e é somente após a primeira impressão que ele mantém o segundo nome. A pequena família de Galileu - ele tem mulher e três filhos que moram em Veneza - agora está protegida da miséria.

Em 10 de abril , ele observou essas estrelas na corte da Toscana . É o triunfo. No mesmo mês, deu três cursos sobre o assunto em Pádua. Também em abril, Johannes Kepler ofereceu seu apoio ao Galileo. O astrônomo alemão realmente não confirma essa descoberta, já que ainda não teve acesso ao telescópio, ele apenas oferece uma dissertação-discussão (entusiasta por seu aspecto copernicano) sobre a relevância da pequena obra de Galileu. É a Dissertatio cum Nuncio Sidereo onde até mesmo a questão do impacto sobre os fundamentos da astrologia é abordada (esses novos planetas invalidam a astrologia da tradição Questão atualizada desde 2006 com as notícias de planetóides plutonianos e o rebaixamento de Plutão). Dentro, Kepler publica sua Narratio , um breve e preciso relato da observação dos companheiros de Júpiter  : é ali que ele cria o neologismo satélite (guarda-costas em latim). Na verdade, se adicionarmos planetas ao sistema solar, seu sistema de cinco sólidos (1596, Mysterium Cosmographicum ) seria invalidado. Observe que Galileu nunca lhe enviou um único telescópio, apesar de seu apoio oficial como Astrônomo Imperial. A observação dos satélites de Júpiter só poderia ocorrer com o empréstimo de um telescópio (que ele tinha disponível apenas uma ou duas noites). Galileu, de fato, sempre desconfiou dos escritos keplerianos que privilegiavam a astrologia, as Sagradas Escrituras (Kepler é protestante e teólogo por formação) ou, a partir de 1609, as elipses e forças do sistema solar. Por exemplo, Galileu qualifica como infantil a ideia de uma atração mútua entre as águas dos mares e a Lua, lembrando muito o simbolismo astrológico.

Observações em Florença, apresentação em Roma

O , Galileu deixa Veneza para Florença .

Apesar do conselho de seus amigos Fra Paolo Sarpi e Sagredo , que temem que sua liberdade seja restringida, ele, de fato, aceitou o posto de Primeiro Matemático da Universidade de Pisa (sem carga horária ou obrigação de residência). de Primeiro Matemático e Primeiro Filósofo do Grão-Duque da Toscana.

O , Galileu vira seu telescópio astronômico em direção a Saturno e descobre seus anéis . Somente 50 anos depois e com instrumentos mais poderosos, Christian Huygens compreenderá sua natureza.

No mês seguinte, Galileu descobre um truque para observar o Sol através de um telescópio e descobre manchas solares . Ele dá uma explicação satisfatória.

Em setembro de 1610 , continuando suas observações, ele descobriu as fases de Vênus . Para ele, esta é uma nova prova da verdade do sistema copernicano, pois embora seja fácil interpretar esse fenômeno graças à hipótese heliocêntrica , é muito mais difícil fazê-lo utilizando a hipótese geocêntrica .

Ele é convidado em do Cardeal Maffeo Barberini (futuro Urbano VIII ) para apresentar as suas descobertas ao Pontifício Colégio de Roma e à jovem Academia dos Lynceans . Galileu permaneceu na capital papal por um mês inteiro, durante o qual recebeu todas as honras. A Académie des Lyncéens em particular deu-lhe um acolhimento entusiástico e admitiu-o como o 6 º  membro. De agora em diante, o lince da Academia vai adornar o frontispício de todas as publicações do Galileu.

O , professores de ciências do Colégio Romano (dirigido pelos Jesuítas ) respondem ao pedido de informações de Bellarmine. Esta resposta, assinada por Christophorus Clavius , um eminente matemático, confirma ao Cardeal Bellarmine que as observações de Galileu estão corretas. Limitando-se a seu domínio e às perguntas feitas, os cientistas tomam o cuidado de não confirmar ou negar as conclusões que deles tirou o florentino. Galileu se apressa em divulgar essa opinião. Ele voltou a Florença em 4 de junho .

O , Galileu é graças ao seu telescópio o primeiro humano a observar Netuno , visível nesta data em conjunção com Júpiter. O consenso é que se trata de uma pré-descoberta , pois embora tenha detectado um ligeiro deslocamento de Netuno no espaço de um mês, ele nunca publicou nada que sugira que ele tenha se vinculado ao movimento de um planeta; no entanto, foi sugerido que Galileu pode ter tido conhecimento da descoberta, com base no estudo cuidadoso de seus registros. Em qualquer caso, esta pré-descoberta se mostrou útil 370 anos depois pelos membros do programa Voyager , a fim de aumentar a precisão dos cálculos da órbita do planeta para seu sobrevoo pela Voyager 2 ..

Galileu atacado e condenado pelas autoridades

A oposição está se organizando

As quatro luas galileanas de Júpiter descobertas por Galileu em 1610  : Calisto , Ganimedes , Europa e Io

Os defensores da teoria geocêntrica tornaram-se inimigos ferrenhos de Galileu, e os ataques contra ele começaram assim que o Sidereus Nuncius apareceu . Eles não podem se dar ao luxo de perder prestígio e não querem ver sua ciência questionada.

Além disso, os métodos de Galileu, baseados mais na observação e na experiência do que na autoridade dos proponentes das teorias geocêntricas (que confiaram no prestígio de Aristóteles), estão em completa oposição aos deles, a tal ponto que Galileu se recusa a ser comparado a eles.

Em primeiro lugar, são apenas escaramuças. Mas Sagredo escreveu mesmo assim a Galileu, que acabara de chegar a Florença:

“O poder e a generosidade de seu príncipe (o Grão-Duque da Toscana) nos permitem esperar que ele saiba reconhecer sua dedicação e seu mérito; mas nos mares agitados das cortes, quem pode evitar ser, não direi afundado, mas pelo menos seriamente abalado pelas rajadas furiosas de ciúme "

A primeira flecha vem de Martin Horky, discípulo do professor Giovanni Antonio Magini e inimigo de Galileu. Este assistente publicou em junho de 1610 , sem consultar seu mestre, um panfleto contra o Sidereus Nuncius . Além de ataques pessoais, seu principal argumento é o seguinte:

“Os astrólogos faziam seus mapas levando em consideração tudo que se movia nos céus. Portanto, as estrelas Mediceanas são inúteis e, Deus não criando coisas desnecessárias, essas estrelas não podem existir. "

Ele é ridicularizado pelos partidários de Galileu, que respondem que essas estrelas servem para uma coisa: enfurecer Horky. Tendo se tornado motivo de chacota de toda a universidade, Horky é finalmente expulso por seu professor: Giovanni Antonio Magini não tolera um fracasso tão amargo. Em agosto, um certo Sizzi tenta o mesmo tipo de ataque com o mesmo tipo de argumentos, sem mais sucesso.

Assim que as observações de Galileu são confirmadas pelo Colégio Romano, os ataques mudam de natureza. Lodovico delle Colombe ataca no nível religioso perguntando se Galileu pretende interpretar a Bíblia para fazê-la concordar com suas teorias. Naquela época, de fato, e antes do trabalho exegético do XIX °  século , o Salmo 93 (92) poderia implicar uma cosmologia geocêntrica (na linha: "etenim firmavit orbem terrae que não commovebitur" literalmente "e tornou estabeleceu a órbita do terra, que não se move ” ).

Os ataques são mais violentos

Galileo, de volta a Florença , é astronomicamente inexpugnável. Seus oponentes irão, portanto, criticar sua teoria dos corpos flutuantes. Galileu afirma que o gelo flutua porque é menos denso que a água, enquanto os aristotélicos acreditam que é de sua natureza flutuar (física quantitativa e matemática de Galileu versus física qualitativa de Aristóteles). O ataque acontecerá durante uma refeição à mesa do grão-duque Cosimo II da Toscana em setembro de 1611 .

Galileu se opõe aos professores de Pisa e em particular ao próprio Delle Combe, durante o que é chamado de "  batalha dos corpos flutuantes  ". Galileu percebe a experiência e sai vitorioso da troca. Poucos meses depois, ele produziu um livreto no qual apresentava sua teoria.

Além dessas brigas, Galileu continua suas pesquisas. Seu sistema de determinação das longitudes pela observação da posição dos satélites de Júpiter foi proposto à Espanha pelo Embaixador da Toscana .

Em 1612 , ele começou uma discussão com "Apelles latens post tabulam" (pseudônimo do jesuíta Christoph Scheiner ), um astrônomo alemão, sobre manchas solares. Apeles defende a incorruptibilidade do Sol argumentando que as manchas são na verdade aglomerados de estrelas entre o Sol e a Terra. Galileu demonstra que as manchas estão na superfície do próprio Sol ou tão próximas que sua altitude não pode ser medida . A Lyncean Academy publicará esta correspondência emsob o título de Istoria e dimostrazioni intorno alle macchie solari e loro acidenti . Scheiner acabará aderindo à tese galileana.

O , a discussão recomeça. O dominicano Niccolo Lorini, professor de história eclesiástica em Florença, faz um sermão decididamente contrário à teoria da revolução da Terra em torno do sol . Sermão sem conseqüências particulares, mas que marca o início dos ataques religiosos. Os oponentes usam a passagem bíblica ( Josué 10, 12-14) em que, na oração de Josué , Deus interrompe o curso do Sol e da Lua, como uma arma teológica contra Galileu.

Em dezembro de 1613 , o professor Benedetto Castelli , ex-aluno de Galileu e um de seus colegas em Pisa, foi convocado pela viúva grã-duquesa Christine de Lorraine para provar a ortodoxia da doutrina copernicana. Galileu virá em auxílio de seu discípulo escrevendo-lhe uma carta sobresobre a relação entre ciência e religião, afirmando que, no campo dos fenômenos físicos, a Sagrada Escritura não tem jurisdição. A grã-duquesa fica tranquila, mas a polêmica não enfraquece.

Galileu, no entanto, continua seu trabalho. De 12 a 15 de novembro , recebeu Jean Tarde , a quem apresentou seu microscópio e seus trabalhos em astronomia. Em 1614 , ele conheceu Jean-Baptiste Baliani , um físico genovês , que seria seu amigo e correspondente por muitos anos.

O , o dominicano Tommaso Caccini ataca Galileu com muita violência na igreja de Santa Maria Novella . O, um copernicano, o carmelita Paolo Foscarini, publica uma carta tratando positivamente da opinião dos pitagóricos e de Copérnico sobre a mobilidade da Terra. Ele visualiza o sistema copernicano como uma realidade física. A polêmica cresceu tanto que o cardeal Belarmino , apesar de ser favorável a Galileu, foi obrigado a intervir. Ele escreve uma carta a Foscarini na qual, na ausência de uma refutação conclusiva do sistema geocêntrico, ele condena inequivocamente a tese heliocêntrica. Embora reconhecendo o interesse prático, para o cálculo astronômico, do sistema copernicano, ele formalmente declarou ser imprudente configurá-lo como uma verdade física, conforme o que tem sido chamado de doutrina da equivalência de hipóteses .

1615 - Carta para Christine de Lorraine

Em carta a seu amigo, M gr Piero Dini, datava de, ele explica que nas questões colocadas pela doutrina de Copérnico em relação aos problemas colocados pela interpretação da Escritura, ele está no processo de preparar um relato que ainda não está claro. Em uma carta dea Dini, Galileu escreve que "se esforçou por expor essas questões por escrito" e que não pôde enviá-lo por causa de problemas de saúde. ODini escreve que ainda não recebeu o briefing. Foi inicialmente concebida como uma carta destinada a um religioso, provavelmente Castelli , antes que Galileu optasse por endereçá-la a Christine de Lorraine, que parecia mais atenta às suas idéias. Originalmente, a carta não foi impressa, mas copiada. Só foi impresso em 1636, em Estrasburgo, por Matthias Bernegger .

Esta longa carta lembra:

  • as etapas de suas descobertas e as oposições que suscitaram por parte de professores que baseavam seu ensino nos saberes aristotélicos. Santo Tomás de Aquino tirou de Aristóteles que todo conhecimento é primeiro sensível antes de estar na inteligência. A astronomia de Galileu derruba a astronomia de Cláudio Ptolomeu , retomada pela religião cristã, na qual afirmava no prefácio ao Almagesto  : “Nada melhor do que a Astronomia poderia abrir o caminho para o conhecimento teológico”;
  • as descobertas de Copérnico feitas durante os estudos que realizou a pedido do Papa para estabelecer um novo e mais preciso calendário;
  • as palavras de Santo Agostinho e cita vários trechos de sua obra, em particular, do capítulo 10 do De Genesi ad litteram onde se discute se o céu se move ou se permanece imóvel e no qual ele responde que não, ele não tem tempo para empreender este estudo e que não deve ter aqueles que ele quer "formar para a sua salvação e o bem da Santa Igreja". Galileu deduziu disso que o Espírito Santo "não quis nos ensinar se o céu se move ou se permanece imóvel". Em seguida, cita a fórmula de um clérigo (atribuída ao cardeal Cesare Baronio ): “ a intenção do Espírito Santo é nos ensinar como devemos ir para o céu, e não como vai o céu  ”. Num trecho da Epistola septima ad Marcellinum  : “Se acontece que a autoridade das Sagradas Escrituras se opõe a uma razão manifesta e certa, significa que quem interpreta as Escrituras não a entende de maneira adequada; não é o significado da Escritura que se opõe à verdade, mas o significado que ele queria dar; o que se opõe à Escritura não é o que está nela, mas o que ele mesmo aí colocou, acreditando que isso constituía o seu sentido ”. Em Eclesiastes , o Espírito Santo diz que Deus abandonou o mundo às disputas dos homens , então Galileu se pergunta por que proibir aos homens o direito de filosofar livremente;
  • que muitos estudiosos e filósofos da Antiguidade afirmaram que o Sol estava imóvel e que a Terra era móvel, entre os quais Pitágoras e os pitagóricos, Heráclito du Pont , Filolau mestre de Platão , o próprio Platão, Aristarco de Samos , Hicétas e outros, e que Sêneca havia dito que seria necessário estudar para saber qual parte da Terra ou do Sol estava se movendo.

Galileu está certo de que suas descobertas mostram que ele está certo. Ele condena aqueles que usam as Escrituras para afirmar que a Lua brilha por si mesma e não recebe sua luz do Sol, que os planetas Mediceanos ao redor de Júpiter não existem, então ele afirma que, se tais escritores que entenderam mal as Escrituras abusam de sua autoridade para impor sua interpretação a seus leitores se prevalecessem, então eles poderiam banir todas as ciências especulativas.

Galileu lembra que, para esses teólogos, “a teologia é a rainha de todas as ciências e não deve ser rebaixada para se acomodar às proposições de outras ciências menos dignas e inferiores a elas, mas que, pelo contrário, essas outras as ciências devem referir-se a ela como mestre supremo, e modificar suas conclusões de acordo com os estatutos e decretos de teologia ”.

Para Galileu, a teologia é a rainha das ciências por causa da sublimidade de seu objeto que é o ensino das revelações divinas e a aquisição da bem-aventurança. Mas geometria, astronomia, música e medicina não são tratadas com mais precisão nas Escrituras do que em Arquimedes , Ptolomeu , Boécio e Galeno . Ele deduz daí que forçar os professores de astronomia a desconfiar de suas observações porque são apenas falácias é uma alegação inadmissível. Em seguida, pede aos Padres que considerem as diferenças que existem entre doutrinas opinativas e doutrinas demonstrativas, entre comandar um matemático e um filósofo, entre dar instruções a um comerciante ou a um jurista.

Voltando às passagens da Escritura que colocavam um problema do ponto de vista cosmológico, ele cita São Jerônimo  : "Há muitas passagens da Escritura que devem ser interpretadas segundo as idéias da época e não segundo a própria verdade das coisas" ( comentário sobre o capítulo 28 do Livro de Jeremias ), e "É costume nas Sagradas Escrituras que o narrador apresente muitas questões de acordo com a forma como foram entendidas na época" (comentário sobre o capítulo 13 de São Mateus ). Portanto, é normal que para o homem comum a Terra esteja imóvel e o Sol seja móvel porque eles estão ligados à Terra e veem o Sol se movendo. Esta opinião é natural e foi adotada pelos Padres e não foi discutida, mas isso não a torna uma verdade da Fé porque eles não condenaram a opinião contrária porque não se preocuparam. É porque Copérnico conhecia a força com a qual a ideia da estabilidade da Terra estava ancorada nas mentes que ele demonstrou o movimento da Terra em torno do Sol, mas introduziu as tabelas ao falar do nascer e do pôr do Sol. Sol. .

Galileu então interpreta a imobilização do Sol e da Lua a pedido de Josué .

Nessa carta, Galileu, que rompeu com o ensino de Aristóteles , afirma que a ciência dos estudiosos, devidamente controlada pela observação e demonstrada, poderia ser autorizada sem qualquer referência à autoridade eclesiástica e às Sagradas Escrituras. Os teólogos não devem intervir nas ciências que não são de sua competência e que não estão sob o domínio da .

Censura da tese copernicana (1616)

Galileu foi a Roma para se defender das calúnias e, acima de tudo, para tentar evitar o banimento da doutrina copernicana. Mas ele carece de evidências convincentes da rotação da Terra para apoiar suas alegações. Sua intervenção chega tarde: Lorini, por carta de denúncia, já havia alertado Roma sobre a chegada de Galileu e o Santo Ofício já havia iniciado a investigação do caso.

Sempre buscando a prova do movimento da Terra e responder às objeções do cardeal Belarmino, Galileu pensa encontrá-lo no fenômeno das marés. O, ele envia sua teoria das marés ( Discorso del Flusso e Reflusso ) ao cardeal Orsini. Esta teoria lembra a relação entre as marés e a posição aparente da lua, que gira menos rapidamente em torno da Terra (29,57 dias) do que a Terra deveria girar sobre si mesma (1 dia). Infelizmente, Galileu não consegue explicar assim uma maré por dia, enquanto são comumente observadas duas, às vezes com um pequeno atraso no tempo astronômico (o que será explicado apenas mais tarde pela dinâmica dos fluidos ). Por outro lado, permanece compatível com o princípio da inércia admitido por Galileu. A influência da lua nas marés já havia sido apontada por Kepler , mas Galileu a ignorou então.

Será necessário aguardar o ano de 1728 e as observações de Bradley sobre a aberração da luz para ter uma primeira prova direta do movimento da Terra em relação às estrelas.

O historiador Maurice Clavelin procurou justificar a recusa da equivalência das hipóteses de Galileu. Belarmino, que pede a Galileu que apresente o heliocentrismo como hipótese, o faz com base em um geocentrismo admitido e considerado verdadeiro. Quando Galileu recusa esse compromisso, ele recusa que a astronomia retenha um papel subordinado em relação à filosofia natural tradicional (de Aristóteles), então uma parte integrante da teologia católica. Galileu reivindica o status de filósofo e considera que Deus não só deu aos homens os sentidos e a razão para descobrir a verdadeira constituição do mundo, mas que suas observações minam a astronomia de Ptolomeu e justificam sua adesão à astronomia copernicana.

Apesar de dois meses passados ​​em inúmeras negociações, Galileu foi convocado em pelo Santo Ofício para o exame das propostas de censura. A 25 de fevereiro e, Censura é ratificada pela Inquisição eo Papa Paulo V . Galileu não está pessoalmente preocupado, mas é convidado a ensinar sua tese apresentando-a como uma hipótese. Este decreto se estende a todos os países católicos. Circulam rumores de que Galileu abjurou e recebeu severa penitência. A seu pedido, Bellarmine dá-lhe um certificado () esclarecendo que tal coisa não aconteceu. Ele foi simplesmente notificado de que o heliocentrismo, sendo contrário às Sagradas Escrituras , não pode, nesta fase, ser defendido ou ensinado.

Progresso das teses de Galileu

Esse caso testou muito Galileu. Suas doenças voltaram a atormentá-lo nos dois anos seguintes e sua atividade científica foi reduzida. Ele está apenas retomando seu estudo sobre a determinação das longitudes no mar. Suas duas filhas recebem ordens.

Em 1618 , observamos a passagem de três cometas, fenômeno que reavivou a polêmica sobre a incorruptibilidade dos céus.

Em 1619 , o padre jesuíta Orazio Grassi publicou De tribus cometis anni 1618 disputatio astronomica . Ele defende o ponto de vista de Tycho Brahe sobre as trajetórias elípticas dos cometas. Galileu respondeu primeiro por meio de seu aluno Mario Guiducci, que em junho de 1619 publicou Discorso delle comete, onde desenvolveu uma teoria pessoal sobre cometas, chegando ao ponto de hipotetizar fenômenos meteorológicos de ilusões de ótica .

Em outubro, Orazio Grassi ataca Galileu em um panfleto mais astuto: considerações científicas se misturam a alusões religiosas consideradas maliciosas e perigosas na época da Contra-Reforma .

O O Cardeal Maffeo Barberini dirigiu ao amigo o poema Adulatio Perniciosa que compôs em sua homenagem. O, Galileu torna-se cônsul da Accademia fiorentina. Em 28 de fevereiro , Cosimo II, o protetor da Galiléia, morreu repentinamente. Em 1622 , em Frankfurt , apareceu uma Apologia de Galileu escrita por Tommaso Campanella em 1616 . Um defensor muito incômodo, porque Campanella já está convencido da heresia .

No entanto, Galileu, encorajado por seu amigo Cardeal Barberini (futuro Papa Urbano VIII) e apoiado pela Academia dos Lynceans, respondeu com ironia a Grassi publicando em 1623 Il Saggiatore (ou L'Essayeur ); importante obra de filosofia atomista , considerada uma "obra-prima da arte polêmica" . Ele faz observações sobre o atomismo e declara que o átomo possui muitas qualidades primárias, que são específicas a ele, mas que o que se chama de "qualidades secundárias" ou "acidentes" na terminologia aristotélica - que determinam o paladar, o tato, o cheiro - são na verdade as resultado da interação de objetos com os órgãos do corpo humano. Grassi, um dos maiores estudiosos jesuítas, é ridicularizado e envia uma carta anônima à Inquisição denunciando uma contradição com o dogma católico da transubstanciação , mas um teólogo da Inquisição conclui com uma demissão.

Quando Peiresc , amigo e ex-aluno de Galileu, fica sabendo que ele está preocupado, envia uma carta ao cardeal Barberini.

Nesse ínterim, Galileu retomou seu estudo dos satélites de Júpiter. Infelizmente, dificuldades técnicas o forçaram a abandonar o cálculo de suas efemérides . Não obstante, Galileu se viu coberto de honras em 1620 e 1622 .

O , o amigo de Galileu, o cardeal Maffeo Barberini é eleito papa com o nome de Urbano VIII . OGalileu recebe autorização para publicar seu Saggiatore, que dedica ao novo Papa. O trabalho aparece em. São, antes de tudo, as qualidades polêmicas (e literárias) da obra que garantirão seu sucesso na época. O fato é que em poucos meses e em uma atmosfera de grande efervescência cultural, Galileu se torna de certa forma o porta-estandarte dos círculos intelectuais romanos em rebelião contra o conformismo intelectual e científico imposto pelos jesuítas. Neste trabalho, ele expõe a matematização da física:

“A filosofia está escrita neste imenso livro que está sempre aberto diante dos nossos olhos, quero dizer o universo, mas não podemos compreendê-lo se não nos empenharmos primeiro em compreender a linguagem e em conhecer os personagens com que está escrita. Está escrito na linguagem matemática e seus caracteres são triângulos, círculos e outras figuras geométricas, sem os meios dos quais é humanamente impossível entender uma palavra. Sem eles, é inútil vagar por um labirinto escuro. "

Os anos seguintes foram bastante calmos para Galileu, apesar dos ataques dos aristotélicos . Ele aproveitou a oportunidade para aperfeiçoar seu microscópio composto (setembro de 1624 ).

Em 1626 , Galileu continuou sua pesquisa sobre a armadura do ímã . Ele também recebe a visita de Élie Diodati , que levará cópias de seus manuscritos a Paris . Em 1628 , Galileu, de 64 anos, adoeceu gravemente e quase morreu em março.

No ano seguinte, seus oponentes tentaram privá-lo da mesada que recebia da Universidade de Pisa , mas a manobra falhou.

O Diálogo e a Condenação de 1633

A obra Diálogo sobre os dois grandes sistemas do mundo solicitada a Galileu pelo Papa Urbano VIII por volta de 1620 e publicada em 1632 .

Na década de 1620, após a censura de suas teses, Galileu passou um mês em Roma, onde foi recebido várias vezes pelo papa Urbano VIII, que o amou muito. Ele lhe expõe o plano de estudo encomendado por este Diálogo sobre os dois grandes sistemas do mundo , trabalho tendo que apresentar de forma neutra as vantagens como desvantagens do sistema de Ptolomeu e do sistema de Copérnico . Na verdade, o papa que aprecia Galileu não quer que ele inclua argumentos tão pouco convincentes, especialmente sobre sua teoria das marés, conselho que Galileu não levará em consideração.

Até 1631 , Galileu se dedicou a escrever o Diálogo, que seria o triunfo de suas idéias e a tentar que fossem aceitas pela censura. A impressão da obra foi concluída em fevereiro de 1632 . Os olhos de Galileu começam a traí-lo em março e abril.

O , Galileo, protegido pelo Papa Urbano VIII e pelo Grão-Duque da Toscana Ferdinand II de Medici , neto de Cristina de Lorraine , publica em Florença seu diálogo do Massimi sistemi ( Dialogo sopra i due massimi sistemi del mondo , Diálogo sobre os dois grandes sistemas do mundo ), onde ele visivelmente zomba do geocentrismo de Ptolomeu, como fizera com seu experimento mental a respeito das afirmações errôneas de Aristóteles sobre a queda de corpos.

Galileu, que quer esmagar seus adversários, publica sua obra pedindo o imprimatur, ou seja, a aprovação da Igreja. Ele retém M gr Riccardi, mestre do Palácio Sagrado, que tinha a missão de fiscalizar o diálogo. De fato, durante a inspecção, M gr Riccardi somente ciente do prefácio e conclusão em que Galileu não revelou suas verdadeiras intenções.

O estilo do Diálogo causa revolução e escândalo. O Diálogo acontece em Veneza ao longo de quatro dias entre três interlocutores: Filippo Salviati, florentino partidário de Copérnico , Giovan Francesco Sagredo, veneziano iluminado mas sem a priori , e Simplício, pobre defensor da física aristotélica, personagem de desenho animado que faz apenas perguntas ineptas, em que os clérigos da Universidade, até o próprio Urbano VIII, teriam (talvez) se sentido alvos. No entanto, quando censurado pelo caráter ostensivamente pejorativo do nome, Galileu respondeu que foi inspirado por Simplício da Cilícia .

A Igreja se sente obrigado a reagir especialmente desde que considera que, de alguma forma roubado seu imprimatur como a impressão não corresponder ao texto apresentado ao M gr  Riccardi. Além disso, Galileu escreve seu livro em italiano e não em latim , uma linguagem científica. Ele deseja, portanto, atingir um grande público.

O próprio Papa só pode endossar a reprovação dos adversários de Galileu, de quem ele havia pedido uma apresentação neutra das duas teorias, não um apelo apenas a favor de Copérnico . Sobretudo porque naquela época os sistemas eram deduzidos por simples transformação matemática um do outro: só o pêndulo de Foucault daria , muito mais tarde, uma prova da rotação da Terra sobre si mesma, sua circularidade, sendo adquirida desde Aristóteles sobre a qual a Igreja como as Universidades foram alinhadas então (a Terra esférica e imóvel no centro do universo) e pela expedição de Magalhães muito antes do nascimento de Galileu.

O Papa então se sente duplamente traído, o que o leva a tomar uma decisão estrita. Ele também deve agir rapidamente porque com o sucesso do livro, Galileu se torna um personagem altamente divulgado, desencadeando a ira de seus oponentes. Apesar disso, o Papa Urbano VIII quer impedir Galileu de comparecer perante os juízes, mas a Comissão se recusa.

Galileu é, portanto, convocado novamente pelo Santo Ofício, o . Duas coisas são censuradas a ele: "ter sustentado e crido na falsa doutrina e contrário às Sagradas Escrituras de que o sol é o centro do mundo", bem como "ter sustentado e acreditado naquela doutrina que foi declarada e definida contrário às Sagradas Escrituras ainda pode ser considerado e defendido como provável ”. Ao fazer isso, teólogos limitaram-se a uma interpretação da Bíblia como o único sentido literal , como se tornou comum no XVII ª  século como em todo o era moderna . Doente, Galileu não pôde ir a Roma até fevereiro de 1633 . Os interrogatórios continuam até 21 de junho com ameaça de tortura; Galileo cede.

O , no Convento Dominicano de Santa-Maria, a sentença é proferida:

“Foi publicado um livro em Florença, intitulado Diálogo dos dois sistemas mundiais de Ptolomeu e Copérnico, no qual você defende a opinião de Copérnico . Por sentença, declaramos que você, Galileu, se tornou fortemente suspeito de heresia, por ter sustentado essa falsa doutrina do movimento da Terra e do resto do Sol. Por isso, de coração sincero, deveis abjurar e amaldiçoar diante de nós esses erros e essas heresias contrárias à Igreja. E para que sua grande falta não fique impune, ordenamos que este Diálogo seja proibido por edital público, e que você seja encarcerado nas prisões do Santo Ofício ”.

Ele também pronuncia a fórmula de abjuração que o Santo Ofício preparou:

“Eu, Galileu, filho do falecido Vincenzo Galilei de Florença, de setenta anos, aqui traduzido para ser julgado, ajoelhando-me diante dos muito eminentes e venerados cardeais inquisidores gerais contra toda heresia na cristandade, tendo diante de meus olhos e tocando em minha mão o Santo Evangelhos, jurem que sempre fui verdadeiro, e continuo verdadeiro, e com a ajuda de Deus que serei verdadeiro no futuro, tudo o que a Santa Igreja Católica e Apostólica afirma, apresenta e ensina. No entanto, embora eu tenha recebido ordens do Santo Ofício para abandonar completamente a falsa crença de que o Sol está no centro do mundo e não está se movendo, e que a Terra não está no centro do mundo e está se movendo, desloca, e não defender ou ensinar esta doutrina errônea de qualquer forma, oralmente ou por escrito; e depois de ser avisado de que essa doutrina não está de acordo com o que dizem as Sagradas Escrituras, escrevi e publiquei um livro no qual trato dessa doutrina condenada e apresento-a com argumentos muito prementes, sem refutá-la de forma alguma; pelo que fui considerado altamente suspeito de heresia, por professar e acreditar que o Sol é o centro do mundo, e está imóvel, e que a Terra não é o centro e está se movendo. Eu abjuro e amaldiçoo com um coração sincero e fé não fingida meus erros. "

O famoso aparte atribuído a Galileu E pur si muove! (ou Eppur si muove - "E ainda assim ela se vira") é provavelmente apócrifa  : essa retratação o teria feito imediatamente passar por recaídas aos olhos da Igreja, e poderia tê-lo feito arriscar a estaca , ou mesmo perder todas as esperanças. comutação de sua sentença.

O texto da frase é amplamente distribuído: em Roma, em 2 de julho , 12 de agosto em Florença. A notícia chega à Alemanha no final de agosto, na Holanda espanhola em setembro. Os decretos do Santo Ofício nunca foram publicados na França , mas, com prudência e para evitar polêmica, René Descartes desistiu de publicar seu Tratado sobre o mundo e a luz .

Muitos (inclusive René Descartes que adiou e depois cancelou por temor a publicação de seu tratado de ciência), na época, pensavam que Galileu fora vítima de uma conspiração de jesuítas que se vingavam da afronta sofrida por Orazio Grassi. no Saggiatore .

As posições do teólogo de Liège Libert Froidmont (da Universidade de Louvain ) tentam esclarecer em detalhes a ambigüidade da condenação de Galileu.

A sentença de Galileu foi imediatamente comutada pelo Papa para prisão domiciliar. O cientista, portanto, nunca foi para a prisão e ainda continuou a receber os rendimentos de dois benefícios eclesiásticos que o soberano pontífice lhe havia concedido. A segunda sanção: a recitação dos salmos da penitência uma vez por semana durante um ano, será realizada por sua filha religiosa carmelita.

O fim

Primeiro colocado sob prisão domiciliar com o arcebispo Piccolomini em Siena , ele finalmente conseguiu ser relegado para sua casa em Florença, para sua villa em Arcetri , Villa le Gioiello ("Villa a pequena joia"), não muito longe de suas garotas no convento.

No início, ninguém foi autorizado a ir ao "prisioneiro de Arcetri", mas esta proibição foi então relaxada, o que lhe permitiu receber algumas visitas e deu-lhe a oportunidade de passar a fronteira para algumas obras por curso de redação. Esses livros aparecem em Estrasburgo e Paris em tradução latina .

Em 1636 , Louis Elzevier recebeu do mestre florentino um esboço das Discours sur deux sciences nouvelles . Este é o último livro que Galileu escreverá, uma obra em que o cientista registrou as descobertas que deram origem à dinâmica moderna; lá ele estabeleceu os fundamentos da mecânica como uma ciência e, assim, marcou o fim da física aristotélica. Ele também tenta lançar as bases para a resistência dos materiais , com menos sucesso. Ele vai terminar este livro por pouco, porque o, ele perde o uso do olho direito.

O , Galileu perdeu a visão permanentemente. Felizmente, Dino Peri recebeu permissão para morar com Galileu para ajudá-lo com o padre Ambrogetti, que tomará nota da sexta e última parte dos Discursos . Esta parte não aparecerá até 1718 . A obra completa apareceu em julho de 1638 em Leyden ( Holanda ) e em Paris. É lido pelas grandes mentes da época. Descartes, por exemplo, enviará suas observações a Mersenne , a editora parisiense.

Ele permanecerá em Arcetri até sua morte, rodeado por seus discípulos ( Viviani , Torricelli , Vincenzo Reinieri , Dino Peri , etc.), trabalhando em astronomia e outras ciências. No final de 1641 , Galileu pretende aplicar a oscilação do pêndulo aos mecanismos do relógio .

Poucos dias depois, o , Galileu morreu em Arcetri, uma pequena colina ao sul de Florença, aos 77 anos. Por ordem do Grão-Duque da Toscana , seu corpo foi sepultado religiosamente em Florença em 9 de janeiro na abóbada da família da Basílica de Santa Croce em Florença . A Igreja recusando que um monumento funerário seja construído para ele, um mausoléu será erguido em sua homenagem em.

Posteridade: do mal-entendido científico ao reexame da Igreja

O julgamento de Galileu, especialmente por sua apresentação considerada não neutra da obra que havia sido encomendada Diálogo sobre os dois grandes sistemas do mundo ( 1633 ), teve repercussões consideráveis ​​no método científico, tanto o experimental quanto o teórico. , mas também indiretamente na filosofia e outras áreas do pensamento. Na filosofia, vimos, portanto, o surgimento de correntes de pensamento racionalistas (Descartes) e empíricas (ver Francis Bacon , mas também Robert Boyle ).

XVII th  século: reacções Cientistas

A teoria do heliocentrismo primeiro levantou questões sobre o aristotelianismo (a Terra fixada no centro do universo ) e sobre a metafísica , o que gerou reações dos cientistas:

XVIII th  século: confirmação científica eo levantamento da proibição pelo Papa Bento XIV

Em 1728 , James Bradley foi o primeiro a provar cientificamente, pela explicação que deu à " aberração da luz  ", a rotação da Terra em torno do Sol.

O Papa Bento XIV autorizou os livros sobre o heliocentrismo na primeira metade do XVIII °  século , e isso em duas etapas:

  • Em 1741 , diante da prova ótica da orbitação da Terra feita por Bradley em 1728 , fez doar pelo Santo Ofício o Imprimatur à primeira edição das obras completas de Galileu, porém com o acréscimo do fato de que o O movimento da Terra é assumido . Este gesto constituiu uma revisão implícita das sentenças de 1616 e 1633 , ainda que não tenham sido revogadas.
  • Em 1757 , as obras favoráveis ​​ao heliocentrismo foram novamente autorizadas, por decreto da Congregação do Índice , que retirou essas obras do catálogo de livros proibidos.

No Discurso Preliminar da Enciclopédia , d'Alembert critica severamente a Inquisição pela condenação de Galileu:

“Um tribunal que se tornou poderoso no sul da Europa, nas Índias, no Novo Mundo, mas cuja fé não manda acreditar, nem a caridade aprova, ou melhor, que a religião condena, embora ocupada por seus ministros, e de quem nome A França ainda não conseguia se acostumar a pronunciar sem medo, condenou um famoso astrônomo por ter apoiado o movimento da terra, e o declarou herege [...]. É assim que o abuso da autoridade espiritual unida ao temporal forçou a razão ao silêncio; e aos poucos foi proibido à raça humana pensar. "

- D'Alembert.

No artigo "Astronomia", a Enciclopédia afirma:

"As opiniões de Galileu atraíram-lhe as censuras da Inquisição de Roma, mas essas censuras não impediram que ele não fosse considerado um dos maiores gênios que surgiram por muito tempo"

- Enciclopédia.

XIX th  século: o trabalho exegético intensificado

Os protestantes trabalharam no Antigo Testamento , enquanto os católicos se atrelaram ao Novo Testamento . Dezenove traduções do Bíblia em francês apareceu no XIX th  século e no final do século, o Papa Leão XIII apontou para adoptar regras para estudos bíblicos ( Encíclica Deus Providentissimus de 1893 ).

Antes disso, em 1820 , o Cônego Settele se preparava para publicar seus Elementos de Óptica e Astronomia e foi recusado a imprimir. Esta é a mais recente manifestação da proibição dos escritos copernicanos. O autor censurado injustamente dirige-se ao Papa Pio VII , de quem recebe uma sentença favorável em 1822 .

"O caso Galileu" tornou-se o XIX th  século, um "burro de carga de positivismo e mais de um anticlericalismo mal escondido" que criou a imagem de um Galileo perseguido e preso pela Igreja obscurantista embora ele não passar uma hora em uma “masmorra indigno ”E que sua frase é relativamente benigna em comparação com a de Giordano Bruno . Essa batalha também esquece que Galileu, ainda seguidor do método científico , avança com a mesma intransigência com que havia demonstrado os erros de Aristóteles na queda dos corpos das afirmações científicas sem sempre fundá-los. Provocador e seguro de si, trata os adversários como “pigmeus mentais”, “idiotas estúpidos”, “pouco dignos do nome de homem” e vai-se afastando aos poucos dos jesuítas que, no entanto, a partir de 1611, confirmam as suas descobertas científicas. .

XX th  século: a Igreja reconhece seus erros

A Igreja Católica reconheceu durante o Concílio Vaticano II (1962-1965) que as intervenções de certos cristãos na história no campo científico foram indevidas, mencionando Galileu. Os papas modernos prestaram homenagem ao grande erudito Galileu Galileo.

Novas traduções da Bíblia apareceu na segunda metade do XX °  século , à luz dos estudos bíblicos ( exegese e da hermenêutica ), lançado pela papas Leão XIII e Pio XII (que não ficou ofendido com a teoria do Big Bang , consulte Pio XII e o Big Bang ).

Em 1979 e 1981 , o Papa João Paulo II , recentemente eleito, nomeou uma comissão para estudar a controvérsia Ptolemeo-copernicana do XVI th - XVII ª  século e do julgamento de Galileu , nomeando o Cardeal Paul Poupard à frente desta comissão. Foi impulso histórico, mas não era estabelecer uma reabilitação, o tribunal que condenou Galileu não existir mais, eo Índice de ter ressuscitado dos XVIII th  século. Além disso, isso está implícito após as autorizações para a edição das obras de Galileu dadas por Bento XIV em 1741 e 1757 .

O , João Paulo II reconheceu claramente, em seu discurso aos participantes na sessão plenária da Pontifícia Academia das Ciências , os erros de certos teólogos da XVII th  século no caso:

“Assim, a nova ciência, com seus métodos e a liberdade de pesquisa que pressupõe, obrigou os teólogos a questionar seus próprios critérios de interpretação das Escrituras. A maioria não sabia como fazer. "

Paradoxalmente, Galileu, um crente sincero, mostrou-se mais perspicaz neste ponto do que seus adversários teólogos. “Se a escrita não pode dar errado”, escreveu ele a Benedetto Castelli , “alguns de seus intérpretes e comentaristas podem, e de várias maneiras”. Também conhecemos sua carta a Christine de Lorraine ( 1615 ), que é como um pequeno tratado sobre hermenêutica bíblica. "

“O erro dos teólogos da época, quando defendiam a centralidade da terra, era pensar que nosso conhecimento da estrutura do mundo físico era, de alguma forma, imposto pelo sentido literal da Sagrada Escritura . "

João Paulo II sublinhou que o grande cientista teve a “intuição de um físico genial” em compreender porque só o Sol podia funcionar como centro do mundo, como era então conhecido, ou seja, como sistema planetário.

XXI th  século

Em outubro de 2005 , o segundo livro do cardeal Paul Poupard (depois daquele de 1983 ) sobre o caso Galileu foi publicado: L'Affaire Galilée , cardeal Paul Poupard , Éditions de Paris, outubro de 2005 , ( ISBN  2-85162-166-1 )

Dentro , 67 professores da Universidade de Roma "La Sapienza" , apoiados por estudantes, atacam o Papa Bento XVI , a ponto de este último desistir de participar da cerimônia de inauguração do ano acadêmico para o qual foi convidado. Esses professores criticam o Papa por sua posição sobre o caso Galileu, conforme apareceu em um discurso que proferiu em Parma em 1990, no qual se baseia na interpretação do filósofo da ciência Paul Feyerabend julgando a posição da 'Igreja então mais racional do que o de Galileu. Uma manifestação de apoio ao Papa reúne 100.000 fiéis na Praça de São Pedro em.

O , 445 anos após o nascimento de Galileu, o presidente do Pontifício Conselho para a Cultura celebra uma missa em homenagem a Galileu na basílica de Santa Maria dos Anjos e dos Mártires .

O ano de 2009 foi declarado "Ano Mundial da Astronomia" (AMA09 ou IYA09 em inglês) pela UNESCO, o órgão das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. Ele coincide com o 400 º aniversário das primeiras observações com um telescópio por Galileu Galilei (1564-1642) e suas primeiras conclusões sobre as montanhas lunares, manchas solares, as fases de Vênus, os satélites de Júpiter (1609).

Homenagens e referências

“Gente relíquia: eles também têm a espinha dorsal de Galileu, na Academia, não diferente de qualquer outro espinho, um osso de tutano para a caldeirada de domingo. Seria preciso colocar tudo em um baú na Santa Ciência ou em Santo Antônio. "

- página 119, edições Émile-Paul

Heráldica

Brasão da família Galilei
Brasão de armas de Galileo Galileo Galilei .svg
Blazon :

Ou, em uma escala com três degraus Gules

Trabalho

Principais trabalhos científicos

Traduções francesas

  • Carta a Christine de Lorraine e outros escritos copernicanos , tradução de Philippe Hamou e Martha Spranzi. Paris, French General Library, 2004 ( ISBN  2-253-06764-4 )
  • L'Essayeur , tradução de Christine Chauviré. Paris, les Belles Lettres, 1979 . (Anais literários da Universidade de Besançon; 234) ( ISBN  2-251-60234-8 )
  • O Mensageiro das Estrelas , tradução comentada de Fernand Hallyn. Paris, Seuil, 1992 (Fontes de conhecimento) ( ISBN  2-02-014593-6 )
  • Sidereus nuncius. O mensageiro celestial , texto e tradução de Isabelle Pantin. Paris, les Belles Lettres, 1992 . (Ciência e Humanismo) ( ISBN  2-251-34505-1 )
  • História e demonstração sobre manchas solares… , 1613.
  • Diálogo sobre os dois grandes sistemas do mundo , publicado em 1632 , tradução de René Fréreux e François de Gandt. Paris, Seuil, Points Sciences, 2000 ( ISBN  2-02-041635-2 )
  • Discurso sobre duas novas ciências , tradução de Maurice Clavelin. Paris, PUF 1995 . ( ISBN  2-13-046854-3 ) (retirado de A. Colin 1970). Apenas nos primeiros quatro dias. O sexto dia foi publicado por S. Moscovici na revista Isis
  • Galileo: Diálogos e Cartas Selecionadas ( trad.  Paul-Henri Michel, pref.  Giorgio di Santillana), Hermann ,, 430  p.Documento usado para escrever o artigo

Museus

  • Museu Galileo , Florença . Inaugurado em 2010, substitui o Museu da Storia della Scienza (História das Ciências) de Florença. Podemos ver vitrines dedicadas a muitos instrumentos de Galileu, também a relíquia mumificada do índice de Galileu, a mesma que designou as estrelas que viu com seu telescópio.

Biblio-filmografia

Bibliografia

  • Jean-Pierre Maury, Galilée: o mensageiro das estrelas , Paris, Éditions Gallimard, col.  "  Découvertes Gallimard / Ciências" ( n o  10 ),, 160  p. ( ISBN  978-2-0705-3019-9 )
  • Ludovico Geymonat ( traduzido  do italiano para o italiano por Françoise-Marie Rosset e Sylvie Martin), Galilée , Paris, Le Seuil, col.  "Ciências",( ISBN  978-2-02-014753-8 , OCLC  26999332 )
  • Georges Minois, Galilée de Paris, PUF, 2000, col. "Que sais-je", N o  3574, ( ISBN  2-13-050919-3 ) .
  • Fabien Chareix, Le Mythe Galilée , Paris, PUF, 2002 .
  • Claude Allègre, Galilée , Paris, Plon, 2002.
  • Galileo, um estudioso decididamente moderno , BT2 n o  91, Pemf, Mouans-Sartoux (França),, 64 páginas. ISSN 0005-3414
  • Enrico Bellone, Galileo, o descobridor do mundo , Paris, Belin / Pour la Science, 2003, col. "The Geniuses of Science", 160 páginas, ( ISBN  284245054X ) .
  • Pierre Costabel e Michel Pierre Lermer, Os Novos Pensamentos da Galileia , Paris, Vrin, 1973.
  • Paul Couderc, Galileo e o pensamento contemporâneo , Société Astronomique de France, 1966.
  • S. Drake, Galileo , Arles, Actes Sud, 1987. Tradução do livro inglês Galileo , Oxford, 1980.
  • Coletivo, Galileu, aspecto de sua vida e sua obra , Centre international de Synthèse, Paris, PUF, 1966.

No caso Galileo

  • Leon Petit, O caso Galileu para Descartes e Pascal no século XVII , Boletim da Sociedade para o XVII º  século,, p.  231-239 ( ler online )
  • "Galileu, astronomia antes do Santo Ofício", arquivo na revisão do Codex # 02 , edições CLD,.
  • The Galilée Affair , Émile Namer (comentários sobre sua correspondência), Paris, Gallimard / Julliard, 1975, col. "Arquivo", n S  58.
  • Galileu herege de Pietro Redondi. Paris, Gallimard, 1985, col. "Library of Histories", ( ISBN  2-07-070419-X ) .
  • Isabelle Stengers, “Les affaires Galilée”, in Michel Serres (dir.), Elementos da história da ciência , Paris, Bordas, 1997, p.  337-375 ( ISBN  2-04-018467-8 )
  • Galileo em julgamento, Galileo reabilitado , editado por Francesco Beretta. Saint-Maurice, Éditions Saint-Augustin, 2005 ( ISBN  2-88011-369-5 ) .
  • The Galilée Affair , Cardeal Poupard , Éditions de France, outubro de 2005 .
  • Exorcizando o espectro de Galileu , de Philippe Marcille, Éditions du Sel, 2006.
  • The Truth about the Galileo Affair , Aimé Richardt, François-Xavier de Guibert, 2007.
  • A prova de acordo com Galileo , Pierre Gillis, Matter and Spirit, 5, p.  27-42, Mons, Bélgica, 2006.

Outros trabalhos temáticos

  • Estudos Galileanos de Alexandre Koyré. Paris, Hermann, 1966. (História do pensamento; 15)
  • Galileo Galilei , 350 anos de história (1633-1983), obra coletiva sob a direção de M. gr Poupard Descle International, Tournai 1983
  • William R. Shea, A Revolução Galileana. Do telescópio ao sistema mundial  ; trad. de 2 e ed. Inglês por François de Gandt. Paris, ed. du Seuil, 1992. (Ciência aberta). 313p. ( ISBN  2-02-012417-3 )
  • Erwin Panofsky , crítico de arte da Galilée , Paris, Les Impressions nouvelles, 1992.
  • Galileo, corretor: a prática da ciência na cultura do absolutismo por Mario Biagioli, Chicago, University of Chicago Press, 1993
  • Sobre os ombros dos gigantes , de Stephen Hawking , edições Dunod, 2003
  • Copernican Galileo , de Maurice Clavelin. Paris, Albin Michel, 2004. ( ISBN  2-226-14235-5 ) , prêmio Victor-Delbos 2004

Artigos

  • Michel Pierre Lerner, "Para uma edição crítica da frase e abjuração de Galileu", em: Revue des sciences philosophiques et théologiques 82-4 (Paris 1998), p.  607-629
  • Jean-Pierre Luminet , Bruno et Galilée au respect de l'Infini , Leia online
  • William R. Shea, "Galileo, Scheiner, and the Interpretation of Sunspots", Isis 61, 1970, p.  498-519

Literatura

Literatura juvenil

Honor Books Caldecott Medal 1997

Filmografia

Notas e referências

  1. Brigitte Labbé, P.-F. Dupont-Beurier, Jean-Pierre Joblin, Galileo , Milan, 2009.
  2. JJ O'Connor, EF Robertson: "Galileo Galilei" , arquivo The MacTutor History of Mathematics , University of St Andrews , Escócia .
  3. Maurice Clavelin, Copernican Galileo, Albin Michel, 2004
  4. O único método do tempo para medir o tempo facilmente.
  5. Roger G. Newton, Galileo's Pendulum: From the Rhythm of Time to the Making of Matter , p.  51 , no Harvard University Pressbook, 2004
  6. ver Relatividade Galileana
  7. Évelyne Barbin, Os Discursos de Galileu: a queda dos túmulos , curso Master2 em história da ciência e tecnologia, p.  3 .
  8. Biografia Universal, de Joseph Fr. Michaud, Louis Gabriel Michaud, página 320
  9. [vídeo] “  Entrevistas de Origem entre Raphaël Enthoven e Étienne Klein  ” , no canal Arte transmitido no domingo, 20 de novembro de 2011
  10. Veja aqui
  11. Michael Sharratt, Galileo: Decisive Innovator . Cambridge University Press, Cambridge (1996), p.  45-66 . ( ISBN  0-521-56671-1 )
  12. Pierre Sergescu, Mersenne o animador (8 de setembro de 1588 - 1 de setembro de 1648), Revue d'histoire des sciences et de suas aplicações, vol.2, n ° 2-1, p.9  " , em persee.fr ,(acessado em 28 de setembro de 2013 )
  13. Dava Sobel, op. citado, p.  20
  14. Aimé Richardt, "A verdade sobre o Galileo", programa de Au coeur de l'histoire na Europa 1, 27 de fevereiro de 2012
  15. René Taton, “  Tabela cronológica da vida e obra de Galileu  ”, Revue d'histoire des sciences et de suas aplicações , vol.  17, n o  4,, p.  293
  16. (it) Ludovico Geymonat, Galileo Galilei , Torino 1983, p.  72
  17. Guglielmo Libri Carucci dalla Sommaja, História das ciências matemáticas na Itália, do renascimento das letras até o final do século XVII , 1840, p.  189
  18. Cosmos: Revisão enciclopédica semanal do progresso das ciências e suas aplicações nas artes e na indústria, 1865, p.  381 e seguintes
  19. (em) Mario Biagioli, Galileo's Instruments of Credit: Telescopes, Images, Sigilo , University of Chicago Press,, 301  p. ( ISBN  978-0-226-04562-7 , ler online ) , nota de rodapé 19 à página 84
  20. Pierre Costabel , Galileo: 2." The Heavenly Messenger "  " , on the Encyclopædia Universalis
  21. Cópias em exposição no Museu de História da Ciência de Florença .
  22. ver o texto online , digitalização e-rara
  23. Texto em Favaro, Opere di Galileo , vol XI, p.  87-88 e 92-93
  24. James Brodrick, Robert Bellarmin, Saint e Scholar , Westmister, Newman Press, 1961, p.  343-344
  25. “  Galileu descobriu Netuno  ", Ciência e o futuro ,( leia online ).
  26. André Brahic , de fogo e gelo: Burning planetas , Odile Jacob ,, 400  p. ( ISBN  978-2738123305 ) , cap.  9 ("Gigante distante").
  27. (in) David Jamieson, O ano milagroso de Galileu de 1609 e o telescópio revolucionário Introdução  " , Australian Physics , vol.  46, n o  3,( leia online ).
  28. Claude Boucher , Uma breve história das ideias de Galileu a Einstein , Les Editions Fides,, 291  p. ( ISBN  978-2-7621-2863-5 , leitura online ) , p.  52
  29. Bernard Dame, Galileo and the Sunspots (1610-1613) , p.  307-370 , em Revue d'histoire des Sciences et de suas aplicações , 1966, Tomo 19, n o  4 ( li online )
  30. Traduzido em Diálogos em Cartas Selecionadas .
  31. No entanto, Edward Rosen mostrou que Galileu estava errado quando afirmou que Copérnico foi a Roma para trabalhar na reforma do calendário, trabalhou nas tabelas usadas e então escreveu o De revolutionibus a pedido de Paulo III .
  32. James Brodrick, Robert Bellarmin, Saint and Scholar , Westminster, Newman press, 1961, p.  376 . Galileu, guardou este precioso certificado até o fim de sua vida.
  33. The Essayeur , op. citado, p.  22
  34. Pierre Costabel , Galileo: 4. O drama final e o coroamento do trabalho  " , pela Enciclopédia Universalis
  35. Yves Gingras, "Atomism against transubstantiation", La Recherche ,, n o  446, e Pietro Redondi , Galileo herege , Gallimard, 1985
  36. Pietro Redondi , herege Galileu , Gallimard,, 447  p.
  37. Galileo ( trad.  C. Chauviré ), The Essayeur de Galileo , Les Belles Lettres,( leia online ) , p.  141
  38. ArthurKoestler / Lessomnambules.
  39. PhilippeDecourt / As verdades indesejáveis
  40. La Revue des deux Mondes , Volume 17, 1876, p.  645-663 .
  41. Jacques Maritain e Raissa Maritain, Jacques e Raissa Maritain. Obras Completas. Volume XIII , Paris, Edições Saint-Paul Paris,, p.  345
  42. Régine Pernoud , em To end with the Middle Ages , p. 101, referindo-se à obra do Padre Henri de Lubac ( Exegese Medieval ), lembra que, na Idade Média, os métodos de explicação dos textos implicavam a possibilidade de comentar a Bíblia fora do sentido literal: ler segundo os quatro sentidos da Escritura habituais mentes a vários tipos de comentários sobre o mesmo texto: literal, alegórico, tropológico e anagógico
  43. Sentença do Santo Ofício, 22 de junho de 1633.
  44. Para ler o texto completo, consulte Textos do caso Galileu  : uma história documental, editado e traduzido por Maurice A. Finocchiaro .
  45. e devido ao jornalista Giuseppe Baretti , que reconstruiu o acontecimento para o público inglês numa antologia publicada em Londres em 1757, Biblioteca Italiana .
  46. rustyjames.canalblog.com/archives/2013/07/19/27665334.html
  47. Geymonat, p.  216
  48. Residência de Galileo em Arcetri, Villa le Gioiello, 42, Via del Pian dei Giullari: + E11 ° + 15% 27 + 26,39% 22 & ie = UTF8 & z = 18 & ll = 43,748126,11.257339 & spn = 0,001814,0,004946 & t = h & om = 1 coordenadas: 43 ° 44 '52 .21 "N, 11 ° 15 '26,39" E.
  49. "Aqui está, finalmente, a prova indiscutível, embora tardia e inesperada, de que a Terra gira em torno do Sol". LM Celnikier, Histoire de l'astronomie, Technique et documentation-Lavoisier, Paris, 1986.
  50. Colette Le Lay, sob a direção de Jacques Gapaillard, Artigos de astronomia na Enciclopédia de Diderot e d'Alembert , Tese DEA em História das Ciências e Técnicas, Faculdade de Ciências e Técnicas do Centro de Nantes François Viète, 1997, ler online, p.  21
  51. Colette Le Lay, sob a direção de Jacques Gapaillard, Artigos de astronomia na Enciclopédia de Diderot e d'Alembert , tese DEA em História das Ciências e Técnicas, Faculdade de Ciências e Técnicas de Nantes Centre François Viète, 1997, ler online p.  13
  52. Gerald Messadié , 500 anos de boatos científicos , arquipélago,, p.  53
  53. Bernard Faidutti, Copernicus, Kepler e Galileo enfrentando os poderes. Cientistas e Política , Éditions L'Harmattan,, p.  280 e 311
  54. Discurso do Papa João Paulo II aos participantes na sessão plenária da Pontifícia Academia das Ciências
  55. Cardeal Paul Poupard, L'affaire Galileo , edições de Paris, p. 125-126
  56. texto completo, no site do Vaticano
  57. 100.000 pessoas defender "o direito de falar" do papa em Roma , Le Monde, 21 de janeiro de 2008
  58. (em) "The Crisis of Faith in Science", 15 de março de 1990 Parma, trechos retirados de A Turning Point for Europe A Igreja e a modernidade na Europa das revoltas, Paoline Éditions, 1992, p.  76-79 tradução em inglês no site National Catholic Reporter
  59. Despacho Zenit de 15 de janeiro de 2008
  60. (de) Vatikan ehrte einstigen Ketzer Galileo mit Messe , Die Presse , 15 de fevereiro de 2009
  61. Aviso do site oficial
  62. Site da Haute École.
  63. (em) Escudos da Ciência - Armorial of Scientists  " em www.numericana.com (acessado em 14 de março de 2020 ) .
  64. Dois dedos de Galileu em exibição em um museu em Florença
  65. J. Bernhardt. Emile Namer, L'affaire Galilée, Revue d'histoire des sciences, 1977, vol. 30, n o  1, p.  81-82 .

Veja também

Artigos relacionados

links externos

Esperamos que as informações que coletamos sobre Galileo (estudioso) tenham sido úteis para você. Se for o caso, não se esqueça de nos recomendar a seus amigos e familiares, e lembre-se que você pode sempre nos contatar se precisar de nós. Se, apesar de nossos melhores esforços, você acha que o que fornecemos sobre _título não é totalmente exato ou que devemos acrescentar ou corrigir algo, ficaríamos gratos se você nos avisasse. Fornecer as melhores e mais completas informações sobre Galileo (estudioso) e qualquer outro assunto é a essência deste website; somos movidos pelo mesmo espírito que inspirou os criadores do Projeto Enciclopédia, e por esta razão esperamos que o que você encontrou sobre Galileo (estudioso) neste website o tenha ajudado a expandir seu conhecimento.

Opiniones de nuestros usuarios

Silvia Nogueira

Gostei da página, e o artigo sobre Galileo (estudioso) é o que eu estava procurando.

Gilmar Morais

A entrada em Galileo (estudioso) foi muito útil para mim.

Fernando Farias

Ótimo post sobre Galileo (estudioso).