HG Wells



As informações que conseguimos compilar sobre HG Wells foram cuidadosamente revisadas e estruturadas para torná-las tão úteis quanto possível. Você provavelmente veio aqui para saber mais sobre HG Wells. Na Internet, é fácil se perder na confusão de sites que falam sobre HG Wells e ainda não fornecem o que você quer saber sobre HG Wells. Esperamos que nos informe nos comentários se você gostar do que leu sobre HG Wells abaixo. Se as informações sobre HG Wells que fornecemos não são as que você estava procurando, por favor nos informe para que possamos melhorar este site diariamente.

.

HG Wells
Descrição desta imagem, também comentada abaixo
HG Wells em 1920 ,
fotografia de George Charles Beresford .
Nome de nascença Herbert George Wells
Aniversário
Bromley ( Kent , Inglaterra )
Morte
Londres ( Inglaterra )
Negócio principal
Prêmios
Membro Honorário do Imperial College
Autor
Linguagem escrita inglês britânico
Gêneros

Trabalhos primários

Herbert George Wells , pseudônimo HG Wells , nascido emem Bromley em Kent ( Reino Unido ) e morreu emem Londres , é um escritor britânico mais conhecido por seus romances de ficção científica . Ele também é o autor de numerosos romances de sátira social, obras prospectivas , reflexões políticas e sociais, bem como obras populares que tocam em biologia e história, bem como em questões sociais. Ele é considerado o pai da ficção científica contemporânea.

Biografia

Infância e juventude

Nascido em Atlas House , 47 High Street , Bromley, Kent em 21 de setembro de 1866, Herbert George Wells, "Bertie" de sua família, foi o quarto e último filho de Joseph Wells, um jardineiro que se tornou jogador de críquete profissional e comerciante., E Sarah Neal, um ex-servo. Uma herança permite que a família compre de volta uma loja de porcelana e artigos esportivos da qual eles ganham uma renda ínfima, complementada pelas taxas de jogador de críquete de Joseph Wells para o Kent County Cricket Club .

Em 1874, aos sete anos, HG Wells sofreu um acidente que o obrigou a permanecer na cama com uma perna partida. Ele passa o tempo lendo os romances da biblioteca local trazidos a ele por seu pai. Ele começou a gostar de ler e escrever. No mesmo ano, ele ingressou na Thomas Morley's Commercial Academy , uma escola particular fundada em 1849. O ensino lá era errático, mais particularmente focado, como Wells relata posteriormente, na escrita de caligrafia e cálculos úteis para os comerciantes. Wells continuou sua educação lá até 1880. Mas em 1877, seu pai quebrou a perna e teve que desistir de sua carreira esportiva, que representava uma parte significativa da renda da família. Agora incapazes de sustentar sua família financeiramente, os Wells se revezam colocando seus filhos como aprendizes em diferentes ofícios.

O casamento de Wells é difícil, ela é protestante e ele é um pensador livre, então sua mãe volta a trabalhar como empregada doméstica em Up Park, uma casa de campo em Sussex , função que não lhe permite ter marido nem família. Sarah e Joseph Wells subsequentemente viveram separados, mas não se divorciaram. Up Park tem uma biblioteca magnífica que Herbert George investiga quando visita sua mãe, lendo muitas obras clássicas, incluindo A República de Platão , A Utopia de Thomas More e as obras de Daniel Defoe .

Em outubro de 1879, Sarah Wells conseguiu, por meio de um parente distante Arthur Williams, ingressar na Wookey National School em Somerset como professora estudante, uma aluna sênior que dava aulas para os mais novos. Mas em dezembro do mesmo ano, Arthur Williams foi demitido por irregularidades em suas qualificações e Herbert Wells demitido em Up Park. Depois de um breve aprendizado com um farmacêutico em Midhurst e uma estadia ainda mais curta como interno na Midhurst Grammar School, ele assinou seus papéis de aprendizado na Hyde's. De 1881 a 1883, ele foi aprendiz de comerciante de tecidos no Empório Drapery Southsea, onde trabalhava treze horas por dia e dormia em um dormitório. Essa experiência mais tarde inspirou seus romances The Wheels of Chance , The History of Mr Polly e Kipps .

Anos de estudo

Em 1883, Wells persuadiu seus pais a liberá-lo do aprendizado, novamente aproveitando a oportunidade oferecida pela Midhurst Grammar School para se tornar um aluno-professor. No ano seguinte, ele ganhou uma bolsa de estudos para a Normal School of Science em Londres (mais tarde Royal College of Science em South Kensington , agora parte do Imperial College London ) e estudou biologia com Thomas Henry Huxley . Wells mais tarde participaria da criação da Royal College of Science Association, da qual ele se tornou o primeiro presidente em 1909.

Ele estudou lá até 1887, com uma bolsa semanal de 21 xelins. Na época, muitas famílias da classe trabalhadora viviam com cerca de meio quilo por semana, mas em Experiment in Autobiography , Wells relata que estava constantemente com fome e as fotos dele mostram um jovem muito magro.

Esses anos marcam o início de seu crescente interesse pela reforma da sociedade. Ele começou sua abordagem do assunto estudando A República de Platão, em seguida, voltou-se para idéias mais contemporâneas de socialismo expressas na Sociedade Fabiana e em várias leituras na Kelmscott House , a casa de William Morris . Ele também é membro fundador do The Science School Journal , um periódico que lhe permite expressar suas próprias ideias sobre literatura e sociedade e testar sua escrita.

Apesar de seu sucesso nos exames de biologia e física, sua reprovação no exame de geologia custou-lhe a passagem para o ano seguinte e a bolsa de estudos. Herbert George Wells então se viu sem renda. Sua tia Maria, prima de seu pai, a convida inicialmente para ficar com ela, o que a poupa da busca por acomodação. Durante sua estada, ele nutriu um interesse crescente por sua prima Isabel, com quem se casou em 1891. Em 1888, ele obteve um cargo de professor na Holt Academy no País de Gales e ao mesmo tempo ingressou no Chartered College of Teaching . Ele obteve sua licença lá. Em 1890, ele obteve o título de Bacharel em Zoologia pelo programa externo da Universidade de Londres . Em 1889-190, ele conseguiu encontrar um cargo de professor na Henley House School em Londres, onde lecionou, entre outros, para Alan Alexander Milne, cujo pai dirigia a escola. Seu primeiro trabalho publicado foi um livro escolar de biologia em dois volumes (1893).

Para ganhar dinheiro, ele começou a escrever artigos curtos e engraçados para revistas como The Pall Mall Gazette . Ele é tão prolífico neste tipo de jornalismo que muitos de seus primeiros trabalhos permanecem sem identificação. Seu sucesso o encorajou a escrever livros, e ele publicou seu primeiro romance, The Time Machine , em 1895.

Vida privada

Em 1891, Wells se casou com sua prima Isabel Mary Wells (1865–1931). O casal se separou por mútuo acordo em 1894, quando Herbert se apaixonou por uma de suas alunas, Amy Catherine, conhecida como "Jane" Robbins (1872-1927). Eles se estabeleceram em Woking e se casaram em outubro de 1895. Este foi o período mais criativo e produtivo de sua carreira de escritor, pois ele planejou e escreveu A Guerra dos Mundos e A Máquina do Tempo , encerrando L 'Ilha do Doutor Moreau , escreve e publica O Wonderful Visit e The Wheels of Chance e começa quando o Sleeper Wakes e L'Amour et M. Lewisham . Ele terá dois filhos com Jane: George Philip, também conhecido como "Gip" (1901-1985) e Frank Richard (1903).

Em 1898, ele encomendou ao arquiteto inglês Charles Voysey uma residência em Sandgate, em Kent .

Durante seus anos de casamento com Jane, Wells teve relacionamentos com um grande número de mulheres. Embora ela estivesse ciente de alguns de seus casos extraconjugais, ela permaneceu casada com ele até sua própria morte em 1927.

Em 1909, ele teve uma filha, Anna-Jane, com a escritora feminista Amber Reeves, o que lhe rendeu uma briga com seu pai William Pember Reeves , o ex-embaixador da Nova Zelândia. Entre 1910 e 1913, a romancista Elizabeth von Arnim foi uma de suas amantes. Em 1914, ele teve um filho, Anthony West , com a romancista e feminista Rebecca West , 26 anos mais jovem. Wells também mantém um caso com Odette Keun e Moura Budberg .

Entre 1924 e 1933, teve um caso com a jovem aventureira e escritora holandesa, 22 anos mais nova, Odette Keun , com quem morava em Lou Pidou, casa que estavam construindo juntos em Grasse , França. Wells dedicou a ele seu livro mais longo, The World of William Clissold (1926). Durante sua visita a Maxim Gorky na Rússia em 1920, ele dormiu com sua amante Moura Budberg , Condessa Benckendorf, 27 anos mais jovem. Em 1933, ela deixou Gorky e emigrou para Londres, seu relacionamento renasceu e ela cuidou dele no final de sua vida. Wells pede que ela se case com ele várias vezes, sem sucesso.

Por volta de 1920, e de forma intermitente até sua morte, ele teve um caso de amor com a ativista americana de controle de natalidade Margaret Sanger .

“Nunca fui um grande romântico”, escreve Wells em An Experiment in Autobiography (1934), “embora tenha amado muitas pessoas profundamente”.

Morte

Placa comemorativa azul no Regent's Park , Londres

HG Wells foi diagnosticado com diabetes por volta de 1930, o que o levou a desistir de sua carreira de professor. Em 1934, ele co-fundou a Associação de Diabéticos.

Ele morreu de causas desconhecidas em 13 de agosto de 1946, em sua casa em 13 Hanover Terrace, com vista para Regent's Park, Londres.

Em seu prefácio à edição de 1941 de War in the Air , o próprio Wells oferece seu epitáfio "Eu disse a vocês. Idiotas sangrentos ". Seu corpo foi cremado no Golders Green Crematorium em 16 de agosto de 1946 e suas cinzas foram espalhadas pelo canal em Old Harry Rocks perto de Swanage em Dorset.

Um comemorativa azul placa em sua homenagem foi instalado pelo Conselho da Grande Londres em sua casa em Regents Park em 1966.

O escritor

Os primeiros romances de "ficção científica"

O primeiro best - seller de HG Wells é Anticipations , publicado em 1901. É talvez seu trabalho mais explicitamente futurista, trazendo o subtítulo "Une experimentation en prophétie" ( Um Experimento em Profecia ) quando apareceu, primeiro por episódios em uma revista. Este livro é interessante tanto por suas intuições (os trens e carros resultando na migração de populações do interior para os subúrbios; restrições morais diminuindo à medida que homens e mulheres buscam mais liberdade sexual ) quanto por seus erros ("minha imaginação se recusa a ver qualquer submarino faz outra coisa senão sufocar sua tripulação e afundar no fundo do mar ”).

Seus primeiros romances, que na época eram chamados de "romances científicos", inauguraram um grande número de temas que se tornaram clássicos da ficção científica , como A Máquina do Tempo , A Ilha do Doutor Moreau , L'Homme invisível e A Guerra dos Mundos , e muitas vezes são considerados amplamente influenciados pelas obras de Júlio Verne . Mas Wells recusa o título de "Júlio Verne inglês", como explica em um prefácio que escreveu para uma reedição de seus romances científicos em 1933. Wells opõe suas obras de imaginação e os romances de antecipação franceses. Suas invenções não pretendiam mostrar o que realmente aconteceria, mas simplesmente capturar a mente do leitor por meio de uma ilusão romântica. Ele comparou seus romances O Asno de Ouro de Apuleio , na verdadeira história de Luciano , a Peter Schlemihl de Adelbert von Chamisso e Frankenstein de Mary Shelley . Wells escreve outros romances não fantásticos que são muito bem recebidos pela crítica, como Tono-Bungay e Kipps . Wells também é autor de várias dezenas de contos , sendo o mais conhecido The Country of the Blind (1911).

Embora este não seja um romance de ficção científica, Tono-Bungay faz muita decadência radioativa . Isso desempenha um papel fundamental em The World Set Free publicado em 1914 (em francês La Destruction libératrice ). Esse relato contém o que pode ser considerado sua melhor intuição profética. Os cientistas da época sabiam que a decomposição do rádio emitia energia de baixa radiação por milhares de anos. A taxa de radiação era muito baixa para ter algum uso prático, mas a quantidade total de energia liberada era enorme. O romance de Wells gira em torno de uma invenção não especificada que acelera o processo de decomposição radioativa para produzir bombas que explodem com uma potência digna de explosivos comuns, mas que continuam a explodir por dias e dias. Leó Szilárd admitiu que este livro o inspirou com a teoria da reação em cadeia nuclear .

Livros de popularização

HG Wells também escreve livros especializados. Sua obra de dois volumes mais famosa é The Outline of History (1920), que inaugura uma nova era de popularização histórica para o público em geral. Historiadores profissionais da época o receberam com cautela, com exceção de Arnold Toynbee, que descreveu a obra como a melhor introdução possível à história mundial.

Wells continuou nessa direção em 1922 com um trabalho popular, mas muito mais curto: A Short History of the World , e dois outros longos tratados, The Science of Life (1930) e The Work, Wealth and Happiness of Mankind (1931).

Em 1927, Florence Deeks processou Wells por plágio , argumentando que ele copiou a maior parte de The Outline of History de seu manuscrito intitulado The Web, que havia sido submetido à editora canadense Canadian Macmillan Company e recusou. Apesar de muitas semelhanças de estilo e uma série de erros históricos comuns, a justiça exonera Wells.

Utopias e distopias

No início de sua carreira, Wells buscou uma maneira melhor de organizar a sociedade e escreveu muitas utopias . Seus romances geralmente começam com a descrição de um mundo correndo para o desastre até que a população mundial tenha acesso a um novo modo de vida: seja graças a um gás misterioso liberado por um cometa e que tornou os humanos mais racionais ( Nos Dias do Cometa ) , ou graças a um conselho científico tomando o poder ( The Shape of Things to Come (1933)). Wells também descreveu a reconstrução social do pós-guerra com o advento dos ditadores fascistas em The Autocracy of Mr Parham (1930) e The Holy Terror (1939).

Wells questiona a própria essência da humanidade ao opor idéias de natureza e cultura. Nem todas as suas utopias terminaram bem, como mostra o romance When the Sleeper Wakes (1899) (republicado como The Sleeper Awakes , 1910), que é mais uma distopia . A Ilha do Doutor Moreau , mais escura, ainda força a linha. O narrador, prisioneiro em uma ilha onde os animais se transformam em humanos pela vivissecção , mas sem sucesso, retorna à Grã-Bretanha. Como Gulliver quando ele retorna da terra dos Houyhnhnms , ele se vê incapaz de ver seus concidadãos a não ser como bestas civilizadas regredindo lentamente para recuperar sua natureza animal.

Outros escritos

Wells escreveu o prefácio da primeira edição dos diários de WNP Barbellion, The Journal of a Disappointed Man ( O diário de um homem desapontado ), publicado em 1919. Apesar de suas negativas, Wells foi por muito tempo considerado o verdadeiro autor do Journal até sobre a morte de Barbellion no mesmo ano.

Em 1938, publicou World Brain , uma série de ensaios sobre a futura organização do conhecimento e da educação, que inclui um ensaio intitulado The Idea of ​​a Permanent World Encyclopaedia ( Uma idéia de uma enciclopédia permanente do mundo ), conceito às vezes relacionado ao projeto Wikipedia . Uma tradução francesa deste ensaio foi publicada pela primeira vez na Enciclopédia Francesa de Anatole de Monzie e Lucien Febvre em 1937.

Atividades não escritas

Cartunista

Herbert George Wells também se expressa através do desenho. Seus esboços frequentemente adornam as capas de seus próprios livros. Seus desenhos cobrem uma ampla gama de assuntos, desde comentários políticos a crítica literária e assuntos mais românticos. Durante seus anos de casamento com Amy Catherine - a quem apelidou de Jane - ele desenhou muitas cenas sobre o casamento deles. Ele batiza seus desenhos de pichuas (uma distorção humorística do termo inglês pictures ). Esses pichuas foram objeto de estudos aprofundados de seus alunos e um livro é dedicado a eles.

O autor de jogos

Em busca de uma forma mais estruturada de jogar jogos de guerra , Wells projetou os Floor Games (1911) e, a seguir, Little Wars (1913), que estabeleceram regras para o combate aos soldados de chumbo . Little Wars é reconhecido hoje como o principal jogo de guerra recreativo e Wells é considerado pelos jogadores e entusiastas como "o pai do jogo de guerra em miniatura". De acordo com Wells, a ideia do jogo surgiu durante a visita de seu amigo Jerome K. Jerome . Depois do jantar, Jerome começou a derrubar soldados de brinquedo com um canhão de brinquedo, e Wells entrou na batalha.

Compromisso político

Sensibilidade socialista

HG Wells se considera um socialista , embora às vezes se encontre em conflito com alguns outros socialistas de sua época. Ele é membro da Fabian Society , mas a abandona mais tarde por considerá-la radical demais. Ele também foi o candidato do Partido Trabalhista pela Universidade de Londres em 1922 e 1923, mas mesmo assim sua fé em seu próprio partido era frágil, para dizer o mínimo.

Suas reflexões sobre o socialismo permeiam alguns de seus romances antecipatórios, como A máquina do tempo e Os primeiros homens na lua , romances em que os heróis descobrem novas sociedades, respectivamente no futuro e na lua. Em War of the Worlds , ele compara os ataques marcianos à terra e as práticas genocidas do Império Britânico na Tasmânia .

No final da Segunda Guerra Mundial , os Aliados descobrem que as SS haviam elaborado uma lista de intelectuais e políticos a serem assassinados imediatamente após a invasão da Grã-Bretanha durante a Operação Seelöwe.. O nome de Herbert George Wells aparece no topo. Wells, que se tornou presidente do clube PEN internacional, já havia lidado com a Alemanha nazista quando ele próprio supervisionou a exclusão do clube PEN alemão da liga internacional em 1934, após a exclusão de escritores não arianos.

O estado-mundo

Sua ideia política mais frutífera diz respeito à necessidade de criar um Estado-Mundo. Se os pormenores deste Estado-Mundo variaram ao longo do tempo, o seu princípio fundamental consiste em organizar uma sociedade que promova a ciência, acabe com os nacionalismos e permita que os cidadãos progridam segundo os seus méritos e não mais segundo os seus próprios nascimentos. Ao trabalhar na Carta das Nações Unidas , ele se opõe a qualquer menção ao termo democracia . Ele teme que o cidadão médio nunca seja suficientemente educado ou esclarecido para lidar com os principais problemas do mundo. Ele acha que deve limitar o direito de voto a cientistas, engenheiros e outras pessoas de mérito. Mas ao mesmo tempo defende a ideia de que os cidadãos devem gozar da máxima liberdade possível, desde que não restrinja a dos outros. Todos os valores defendidos por HG Wells foram cada vez mais criticados a partir da década de 1920 .

Ele acolhe com entusiasmo as tentativas de Lenin de reconstruir a economia russa, conforme relata em Russia in the Shadows (1920). Inicialmente, HG Wells acha que Lenin poderia começar a construir o mundo planejado com que sonha. Então, a política de Joseph Stalin o levou a mudar seu ponto de vista sobre a União Soviética . Ele não aprecia sua ortodoxia obtusa e seu modo de governar muito rígido, não deixando espaço para o menor pensamento independente, para realmente conduzir à Cosmópolis que ele clama.

Eugenia

HG Wells ingressou na Eugenics Society em 1907, mas rejeitou as teses de Francis Galton . No entanto, ele está interessado na eugenia negativa.

Com reservas ou ironias, Georges Bernanos sublinhou da seguinte forma: "no último livrinho de Wells, o Espírito no final do rolo , maldição em vez de testamento, o famoso escritor que outrora ingenuamente se acreditou o profeta do futuro paraíso das máquinas, da nova era de ouro, escreve estas palavras desesperadas ”:

“A espécie humana está no fim da corrida. A mente não é mais capaz de se adaptar com rapidez suficiente às condições que estão mudando mais rápido do que nunca. Estamos cem anos atrasados ​​em nossas invenções. Essa lacuna só vai aumentar. O Mestre da Criação não está mais em harmonia com seu ambiente. Portanto, o mundo humano não está apenas falido, está liquidado, não vai deixar nada para trás. Tentar descrever mais uma vez a Forma das coisas por vir seria fútil, não há mais coisas por vir. "

Últimos anos

No final de sua vida, Wells perdeu grande parte de sua influência nos círculos políticos. Seus esforços para ajudar a criar a Liga das Nações terminaram em profunda decepção, quando esta organização se mostrou incapaz de evitar a Segunda Guerra Mundial . A própria guerra o torna cada vez mais pessimista. Em seu último livro, Mind at the End of its Tether (1945), ele julga que não seria uma má ideia substituir a espécie humana por outra espécie. Além disso, ele chama essa época de “era da frustração”.

Herança

Futurista e visionário, Herbert George Wells prevê o advento de aviões, tanques, viagens espaciais, armas nucleares, televisão por satélite e algo como a World Wide Web . Ele antecipa as guerras aéreas, a revolução sexual, o transporte motorizado causando o crescimento dos subúrbios e uma proto-Wikipedia que ele chama de “cérebro mundial”. Em seu romance The World Set Free , ele imagina uma bomba atômica terrivelmente poderosa que é lançada de um avião. É uma visão extraordinária para um autor que escreveu em 1913 e que impressionou profundamente Winston Churchill .

A fama póstuma de Wells deve-se principalmente aos seus romances e ao seu papel pioneiro na história da ficção científica . Os primeiros mechs , os tripés marcianos, aparecem em seu romance, The War of the Worlds .

O historiador de ficção científica John Clute descreve Wells como "o escritor mais importante que o gênero já viu" e observa que seu trabalho está no cerne da ficção científica britânica e americana. Para o autor e crítico de ficção científica Algis Budrys , Wells "continua sendo o revelador excepcional da esperança e do desespero incorporados à tecnologia". HG Wells foi nomeado para o Prêmio Nobel de Literatura em 1921, 1932, 1935 e 1946. Wells influenciou tanto a exploração de Marte que uma cratera de impacto no planeta leva seu nome.

Referências a HG Wells

O personagem de Herbert George Wells apareceu em vários romances, filmes e séries de televisão:

Romances:

  • O romance de Stephen Baxter intitulado The Time Ships é o resultado do famoso romance de Wells, The Machine The time to celebrar o centenário de sua publicação. Em sua obra, o autor britânico usa tecnologias, jargões e personagens de vários romances de Wells e faz referência direta a Wells ao chamar "o autor, meu amigo".
  • No romance de CS Lewis intitulado That Hideous Strength ( That Hideous Strength ), o personagem de Jules é uma caricatura de HG Wells.
  • Em seu romance The Space Machine ( The Space Machine , 1976), Christopher Priest presta homenagem a HG Wells, propondo uma versão corrigida de sua máquina no tempo. No romance, o herói parte para o planeta Marte e se vê testemunhando uma guerra civil marciana onde tripés se chocam.
  • HG Wells é o personagem central do romance de David Lodge , A Man of Parts , publicado em francês pela Payot and Rivages (2012) sob o título Un homme de temperament .
  • Félix J. Palma dirigiu HG Wells em seu romance El Mapa del tiempo , publicado na França com o título La Carte du temps em 2013 pela Pocket. Ele intervém, graças à sua imaginação, no passado e no futuro e mistura os universos paralelos. Também mencionados são Jack, o Estripador e o filme de Georges Pal.
  • Na série de romances de Alex Scarrow  : Time Riders , um personagem chamado Bertie aparece em Londres em 1889: ele declara odiar esse apelido, e que seu nome é mesmo Herbert Georges Wells. Além disso, ele viajará no tempo na companhia dos Time Riders , que é a inspiração para seus famosos romances.

Filmes:

  • O diretor George Pal faz de Wells seu viajante no tempo em um filme de 1960, The Time Machine . A placa fixada na máquina traz a menção humorística "  Fabricado por H. George Wells  " (fabricado por H. George Wells).
  • No romance e filme intitulado Time After Time ( Time After Time , 1979), o personagem de HG Wells, inventor de uma máquina para viajar no tempo em 1893, participou da perseguição de Jack, o Estripador , que fugiu no futuro com sua máquina e o encontrei em San Francisco em 1979 . O filme se encaixa habilmente na biografia de Wells, já que o personagem de Wells - interpretado pelo ator britânico Malcolm McDowell - retorna em 1893 com uma mulher de 1979 por quem ele se apaixonou, uma certa Amy Catherine Robbins, com quem se casou.
  • A foto de HG Wells aparece pendurada na parede da casa do viajante do tempo Alex Hartdegen na versão filmada de The Time Machine , dirigida pelo bisneto do autor, Simon Wells , em 2002 .
  • Em Shaun the Sheep Movie: The Farm Strikes Back , a primeira cena se passa em uma loja chamada "HG Wheels".

TELEVISÃO:

  • Wells é um personagem recorrente na série Lois e Clark: As Novas Aventuras do Superman .
  • Na série de Lost James "Sawyer" Ford apelidou Daniel Faraday HG Wells, devido às teorias do físico.
  • Na série Warehouse 13 , principalmente na 2ª temporada , HG Wells é uma mulher, Helena Georgina Wells. Grande cientista, ela fez muitos “artefatos”. Ela era até uma agente do Warehouse 12 e tenta se tornar uma agente do Warehouse 13 . Ela também escreveu a obra literária, publicada sob o nome de seu irmão, que a ocultava por trás de "seu bigode".
  • No episódio dos Simpsons, Homer perde a cabeça , podemos ver Morlocks da adaptação de The Time Machine de 1960. Os Morlocks também são mencionados no episódio The Evils of Moe .
  • Na série Sanctuary , o D r  James Watson disse depois de saber que o D Dr.  Helen Magnus fez uma viagem no tempo, que "HG ficaria em êxtase" se descobrisse.
  • Em Doctor Who , um dos companheiros do Doutor é chamado Herbert e escritor do XIX °  século. Mais tarde, quando ele volta para casa, ele diz que seu nome é Herbert George Wells.
  • No episódio "Futuro imperfeito" das Investigações de Murdoch , Wells aparece como membro de uma sociedade eugênica e tenta seduzir Julia.
  • Em The Big Bang Theory , os quatro personagens principais compram uma máquina para viajar no tempo e encontrar Sheldon Morlocks ao longo do episódio 14 da 1ª temporada , "The Incredible Machine" .
  • HG Wells é um personagem enigmático e recorrente da série web New Earth , dirigida por Guillaume Bouiges.
  • Em Legends of Tomorrow ( episódio da 1ª temporadaThe Eight Mercenaries  "), os personagens principais viajam no tempo para o Velho Oeste e um dos personagens salva um menino de uma doença da época: esse menino é na verdade HG Wells.
  • A série Time after Time retoma a história do filme It was Tomorrow de 1979.

Outras homenagens:

  • a , O Google muda momentaneamente seu logotipo para homenagear HG Wells.
  • No clipe da banda Thirty Seconds to Mars , This is War from the, podemos ver uma citação de HG Wells: “  Se não acabarmos com a guerra, a guerra nos acabará.  "
  • Esta mesma frase de HG Wells é pronunciada no final do videogame Metro 2033  : "Se não acabarmos com as guerras, as guerras acabarão conosco"
  • No videogame Elite: Dangerous , uma estação espacial é chamada de HG Wells.
  • No videogame Red Dead Redemption 2 , o personagem de Marko Dragic e suas invenções malucas se referem a HG Wells de várias maneiras. A história se passa em 1899 quando A Guerra dos Mundos foi escrita em 1898, esta última tendo algumas semelhanças com o enredo do jogo (sem o lado da ficção científica, é claro).

Funciona

Romances

Novo

  • Um conto do século XX ( 1887 )
  • A Talk with Gryllotalpa ( 1887 ), assinado pelo pseudônimo Septimus Browne
  • Uma visão do passado ( 1887 )
  • Os Argonautas conquistando o tempo  ( fr ) ( Os Argonautas Crônicos ) ( 1888 )
  • O Devoto da Arte ( 1888 )
  • O Homem Voador ou O Advento do Homem Voador ( 1893 )
  • Entre os alunos ( A Slip Under the Microscope , 1893 )
  • Ilha de aepyornis ( Ilha æpyornis , 1894 )
  • Uma história de amor infeliz ( na veia moderna: uma história de amor antipática , 1894 )
  • O triunfo de um taxidermista ( The Triumphs of a Taxidermist , 1894 )
  • Dois Ex Machina ( O Senhor dos Dínamos , 1894 )
  • No Observatório de Avu ( no Observatório de Avu , 1894 )
  • La Déconvenue de Jane ou Les Amours de Jane ( The Jilting of Jane , 1894 )
  • Pela janela ( Através de uma janela ) ou ( Em uma janela , 1894 )
  • The Diamond Maker ( 1894 )
  • The Missing Diamond or An Ostrich Affair ( A Deal With Avstriches , 1894 )
  • A orquídea estranha ou uma orquídea especial ou orquídea extraordinária ( a floração da orquídea estranha ) ou ( a orquídea estranha , 1894 )
  • Roubo de Hammerpond Park ( The Park Hammerpond Burglary , 1894 )
  • Férias do Sr. Ledbetter ( 1894 )
  • Um branco que se tornará negro ou O vôo do micróbio ( The Stolen Bacillus , 1894 )
  • O Cone ( O Cone , 1894 )
  • O Homem com Nariz ( 1894 )
  • Um artista mal compreendido ( 1894 )
  • The Thing in n ° 7 ( 1894 )
  • The Thumbmark ( 1894 )
  • A Family Elopement ( 1894 )
  • Como Gabriel se tornou Thompson ( 1894 )
  • História triste de um crítico de teatro ( The Sad Story of a Dramatic Critic , 1894 )
  • O Tesouro na floresta ( O Tesouro na Floresta , 1894 )
  • A Cabeça do Marido (história macabra) ( Pollock e o Homem Porroh , 1894 )
  • A desconhecida Mariposa "Genus Novo" ou Le Phalène ( A Mariposa ) ou ( Gênero Novo ) ou ( Uma Mariposa , 1894 )
  • Um fenômeno estranho ( O notável caso dos olhos de Davidson , 1895 )
  • Uma catástrofe ( A Catastrophe , 1895 )
  • The Flying Man ( The Flying Man , 1895 )
  • The Temptation of Harringay , 1895 )
  • A Reconciliação ( 1895 )
  • Essência de Wayde ( 1895 )
  • The Terrible Husband ( 1895 ) - Este é o título original em inglês do conto
  • Nosso Pequeno Vizinho ( 1895 )
  • Como Pingwill foi encaminhado ( 1895 )
  • Sob a faca ( sob a faca ) ou ( Deslizar sob a faca , 1896 )
  • Os cogumelos vermelhos ( The Purple Pileus , 1896 )
  • O Tesouro Raja ( O tesouro do Rajah , 1896 )
  • The Red Room ( The Red Room , 1896 )
  • Into the Abyss ( In the Abyss , 1896 )
  • The Apple ( The Apple , 1896 )
  • História do falecido Sr. Evelsham ( A História do falecido Sr. Evelsham , 1896 )
  • Piratas do Mar ( The Sea Raiders , 1896 )
  • História de Plattner ( The Plattner Story , 1896 )
  • Argonautas do Espaço ( Os Argonautas do Ar , 1897 )
  • Minha herança ( A herança perdida , 1897 )
  • Contos da Idade da Pedra ( Uma História da Idade da Pedra , 1897 )
  • O ovo de cristal ( O ovo de cristal , 1897 )
  • L'Étoile ( The Star , 1897 )
  • A Perfect Gentleman on Wheels ( 1897 )
  • A presença junto ao fogo ( 1897 )
  • Doppelganger do Sr. Marshall ( 1897 )
  • Férias do Sr. Ledbetter ( Férias do Sr. Ledbetter , 1898 )
  • The Heart of Miss Winchelsea ( Miss Winchelsea's Heart , 1898 )
  • O homem que poderia realizar milagres ( The Man Who Could Work Miracles , 1898 )
  • Corpo roubado ( o corpo roubado , 1898 )
  • The Deification of Jimmy Goggles ou The New God ( Jimmy Goggles the God , 1898 )
  • Le Tracas de vivre ( O problema da vida , 1898 )
  • A escolha de uma esposa ( On the Choice of a Wife , 1898 )
  • Walcote ( 1898 )
  • Uma história de tempos por vir ( Uma história dos dias que virão , 1899 )
  • O Tesouro Sr. Brisher ( do Sr. Brisher Treasure , 1899 )
  • Uma visão do juízo final ( A Vision of Judgment , 1900 )
  • Um sonho de Armagedom ou um sonho de Apocalipse ( A Dream of Armageddon , 1901 )
  • The Aviator Filming ( Filmagem , 1901 )
  • Sr. Skelmersdale em Fairyland ( Sr. Skelmersdale em Fairyland , 1901 )
  • The New Accelerator ( The New Accelerator , 1901 )
  • Aprendiz Fantasma ou A História fantasma inexperiente ou um fantasma inexperiente ou A História de um fantasma inexperiente ( A História do Fantasma Inexperiente ) ou ( O Fantasma Inexperiente , 1902 )
  • A Lealdade de Esau Common ( 1902 )
  • Aranhas La Plaine ( O Vale das Aranhas , 1903 )
  • Battleships the land ( The Land Ironclads , 1903 )
  • The Truth about Pyecraft ( The Truth about Pyecraft , 1903 )
  • Magic Bazar ( The Magic Shop , 1903 )
  • O país dos cegos ( O país dos cegos , 1904 , revisado em 1939)
  • O Reino das Formigas ou Império das Formigas ( O Império das Formigas , 1905 )
  • A porta na parede ( A porta na parede , 1906 )
  • Uma fábula ao luar ( The Beautiful Suit , 1909 )
  • Mãezinha em Moederberg ( Little Mother Up the Möderberg , 1910 )
  • Meu primeiro avião ( meu primeiro avião , 1914 )
  • Os burros selvagens do diabo ( 1915 )
  • A história do último trunfo ( 1915 )
  • Peter aprende aritmética ( 1918 )
  • The Grisly Folk ( 1921 ), artigo com uma história
  • A Pérola do Amor ( 1924 )
  • O mundo de William Clissold ( 1926 )
  • The Queer Story of Brownlow's Newspaper ( 1932 )
  • Resposta à oração ( 1937 )

Outras publicações

  • O teste da redescoberta do um ( A redescoberta do único , 1891 )
  • Textbook of Biology ( 1893 ), um livro didático de biologia
  • Certos Assuntos Pessoais ( 1897 )
  • Antecipações ( Antecipações da Reação do Progresso Mecânico e Científico sobre a Vida e o Pensamento Humano , 1901 ), ensaio
  • Teste da descoberta do futuro ( A descoberta do futuro , 1902 )
  • Mankind in the Making , 1903 ), ensaio
  • O futuro na América: uma busca pelas realidades ( 1906 )
  • This Misery of Boots ( 1907 )
  • O socialismo destruirá o lar ( 1907 )
  • Novos mundos para o antigo ( 1908 )
  • Primeiras e últimas coisas ( 1908 )
  • Jogos de chão ( 1911 )
  • Ensaio O Grande Estado ( O Grande Estado , 1912 )
  • Grandes pensamentos de HG Wells ( 1912 )
  • Pensamentos de HG Wells ( 1912 )
  • Pequenas Guerras ( 1913 )
  • An Englishman Looks at the World ( 1914 ), ensaio
  • A guerra que matará a guerra ( The War That Will End War , 1914 ), 1915, traduzido por Georges-Bazile
  • Um inglês olha para o mundo ( 1914 )
  • A guerra e o socialismo ( 1915 )
  • La paix dans le monde ( A Paz do Mundo , 1915 ), em La guerre qui tuera la guerre , traduzido por Georges-Bazile, 1915
  • O que está vindo ( 1916 )
  • The Elements of Reconstruction ( 1916 ), assinado com o pseudônimo DP
  • Deus, o Rei Invisível ( Deus, o Rei Invisível , 1917 ), teste
  • Guerra e o futuro, Itália, França e Grã-Bretanha em guerra ( Guerra e o futuro: Itália, França e Grã-Bretanha em guerra , 1917 )
  • Introdução ao Nocturne ( 1917 )
  • O que será La Grande Paix - A Liga das Nações Livres , tradução de André Aron , Coleção Nouvelles Anticipations , Paris: à l'Œuvre, sd (1918), 88  p.
  • No quarto ano ( 1918 )
  • A ideia de uma Liga das Nações ( 1919 ), em colaboração
  • O Caminho de uma Liga das Nações ( 1919 ), em colaboração
  • Prefácio diário WNP Barbellion , The Journal of a Disappointed Man ( The Journal of a Disappointed Man , 1919 )
  • The Outline of History ( The Outline of History , 1920 ), teste
  • A Rússia como acabei de ver (conjunto de artigos publicados em Le Progrès Civique , 1921, prefácio de Maxime Leroy )
  • Rússia nas sombras ( 1920 )
  • Frank Swinnerton ( 1920 ), em colaboração com Arnold Bennett e Grant Overton
  • A Salvação da Civilização ( 1921 )
  • Uma breve história do mundo ( 1922 )
  • Washington e a esperança da paz ( 1922 )
  • Socialism and the Scientific Motive ( 1923 )
  • A história de um grande mestre-escola: sendo um relato claro da vida e das ideias de Sanderson de Oundle ( 1924 )
  • Um ano de profecia ( 1925 )
  • Uma breve história da humanidade ( 1925 )
  • Sr. Belloc se opõe a "The Outline of History" ( 1926 )
  • Wells 'Social Anticipations ( 1927 )
  • The Way the World is Going ( 1928 )
  • O livro de Catherine Wells ( 1928 )
  • Teste de conspiração à luz ( The Open Conspiracy , 1928 )
  • Testes escritos da trilogia The Science of Life ( The Science of Life , 1929 ) em colaboração com Sir Julian Huxley
  • Divórcio como eu vejo ( 1930 )
  • Pontos de vista ( 1930 )
  • O Trabalho, Riqueza e Felicidade da Humanidade ( 1931 )
  • A Nova Rússia ( 1931 )
  • Seleções das primeiras obras em prosa de HG Wells ( 1931 )
  • Depois da democracia ( 1932 )
  • Uma breve história do mundo ( 1932 )
  • A forma das coisas por vir ( 1933 )
  • Experiment in Autobiography ( 1934 ) ( Uma tentativa de autobiografia , nrf Gallimard, 1936)
  • O que está por vir ( 1935 )
  • A anatomia da frustração ( 1937 )
  • Cérebro Mundial ( 1938 )
  • Teste de uma ideia de Enciclopédia Mundial Permanente ( A Ideia de uma Enciclopédia Mundial Permanente , 1938 )
  • O Destino do Homo Sapiens ( 1939 )
  • A Nova Ordem Mundial ( The New World Order , 1939 ); trad. Fr. A Nova Ordem Mundial , ed. du Rubicon , col.  “Influências”, 2018. 
  • Viagens de um radical republicano em busca de água quente ( 1939 )
  • O senso comum de guerra e paz ( 1940 )
  • Os Direitos do Homem ( 1940 ), trad. Fr. Direitos humanos , Publicação Bartillat , 2017.
  • The Pocket History of the World ( 1941 )
  • Guia para o Novo Mundo ( 1941 )
  • The Outlook of Homo Sapiens ( 1942 )
  • A conquista do tempo ( 1942 )
  • Modernos revolucionários russos e ingleses ( 1942 ), em colaboração com Lev Uspensky
  • Phoenix: Um Resumo das Condições Inescapáveis ​​da Reorganização Mundial ( 1942 )
  • Crux Ansata: uma acusação à Igreja Católica Romana ( 1943 )
  • 42 a '44: A Contemporary Memoir ( 1944 )
  • Reshaping Man's Heritage ( 1944 )
  • O Espírito no final do rolo ( Mind at the End of its Tether , 1945 ), ensaio ( (fr) À fin de course,   ed. The Round Table, 1946).
  • Marxismo vs Liberalismo ( 1945 ), em colaboração com Joseph Stalin
  • Le Coin du rêve ( The Happy Turning: a Dream of Life , 1945 ), ensaio

Bibliografia

  • Joseph Altairac , Herbert George Wells: jornada de uma obra , Amiens, Encrage , coll.  Referências "" ( n o  7), 207  p. ( ISBN  2-906389-88-9 , aviso BnF n o  FRBNF36999069 , apresentação online )..
  • (pt) Bernard Bergonzi , The Early HG Wells: A Study of the Scientific Romances , Manchester / Toronto, Manchester University Press / University of Toronto Press,, X -226  pág. ( apresentação online ), [ apresentação online ] .
  • (en) Bernard Bergonzi ( ed. ), HG Wells: A Collection of Critical Essays , Englewood Cliffs, Prentice Hall,, IX -182  p.
  • Édouard Guyot , H.-G. Wells , Paris, Payot,, 303  p. (observe BnF n o  FRBNF32212112 )
    Inclui uma bibliografia, compilada por Amy Catherine Robbins (Sra. Herbert George Wells), de obras de HG Wells publicadas de 1891 a 1920.
  • (pt) John Richard Hammond , HG Wells and the Modern Novel , Nova York, Saint Martin's Press,, XII -224  pág. ( ISBN  0-312-01627-1 )..
  • (pt) Norman MacKenzie e Jeanne MacKenzie , The Time Traveller: The Life of HG Wells , Londres, Hogarth Press, col.  "Vidas e cartas",( 1 st  ed. 1973 Weidenfeld e Nicolson), XIII -487  p.
  • (pt) Frank McConnell , The Science Fiction of HG Wells , Nova York / Oxford, Oxford University Press, col.  "Série de escritores de ficção científica",, IX -235  p. ( ISBN  0-19-502811-2 , apresentação online ).
  • (en) Patrick Parrinder ( ed. ), HG Wells: The Critical Heritage , Londres / Boston, Routledge & Kegan Paul,, XVI -351  pág..
  • (pt) Robert Michael Philmus , Into the Unknown: Evolution of Science Fiction de Francis Godwin a HGWells , Berkeley / Los Angeles, University of California Press,, IX -174  p..
  • Jean-Pierre Vernier, HG Wells et son temps , Paris, Didier, col.  "Estudos de Inglês / Publicações da Universidade de Rouen" ( n o  38/10),, 559  p.
  • Georges Connes , Study on Wells Thought . Paris, Librairie Hachette, 1926, VI-499 p.

Referências

  1. (in) Borough Council Woking, Wells Em Woking 150th 1866-2016: Grátis Programa Souvenir  " ,
  2. Patrick Parrinder , Oxford Dictionary of National Biography , Oxford University Press,
  3. (em) David Clayton Smith , HG Wells, Mortal Desperately , Yale University Press, 1988-1907-xx ( ISBN  978-0-300-04385-3 , ler online )
  4. Bernard Loing, HG Wells no trabalho: os primórdios de um escritor (1894-1900) , Paris, Didier erudição, col.  "" Estudos de inglês "(no 89)",( ISBN  2-86460-056-0 )
  5. setembro 21, 1866: Wells Springs Forth  ”, Wired ,( leia online )
  6. HG Wells: profeta do amor livre  ", The Guardian ,( leia online )
  7. Ace G. Pilkington , Ficção Científica e Futurismo: Seus Termos e Idéias , McFarland,, p.  137
  8. Geoffrey H. Wells , Os trabalhos de HG Wells , Londres, Routledge,( ISBN  0-86012-096-1 , OCLC  458934085 ) , xvi
  9. John Batchelor , HG Wells , Cambridge, Inglaterra, Cambridge University Press,( ISBN  0-521-27804-X , leitura online ) , 2
  10. John Batchelor , HG Wells , Arquivo CUP,, p.  164
  11. (pt) Maud Pember Reeves , Round about a Pound Week , Prabhat Prakashan,( leia online )
  12. Vincent Brome , HG Wells , House of Stratus,, p.  180
  13. John Batchelor , HG Wells , Arquivo CUP,, p.  164
  14. (en-US) “  They Did What 15 pessoas famosas que realmente se casaram com seus primos  ” (acessado em 19 de abril de 2021 )
  15. (em) Feitiço de ensino perto de Wrexham inspirou um dos maiores escritores de ficção científica do país  " em The Leader (acessado em 19 de abril de 2021 )
  16. Bamber Gascoigne, Livros e escritores: AA Milne,  " em web.archive.org ,(acessado em 19 de abril de 2021 )
  17. (no) Simpósio Internacional HG Wells , Patrick Parrinder e Christopher Rolfe , HG Wells em revisão: Anais do Simpósio Internacional HG Wells, Londres, julho de 1986 , Selinsgrove [Pa.]: Susquehanna University Press; Londres: Associated University Presses,( ISBN  978-0-945636-05-2 , leia online )
  18. David C. Smith, HG Wells: Desperately Mortal: A Biography , New Haven, Yale University Press,( ISBN  0300036728 ) , p.  35
  19. John R. Hammond , The Time Machine : A Reference Guide , de HG Wells , Westport, Connecticut, Praeger,, p.  50
  20. Andrea Lynn , amantes da sombra: The Last Affairs of HG Wells , Westview Press,( ISBN  978-0-8133-3394-6 , leia online )
  21. (no) Ministério da Cultura e Patrimônio da Nova Zelândia Te Manatu Taonga , Reeves, William Pember  " em teara.govt.nz (acessado em 19 de abril de 2021 )
  22. (em) Arnim, Mary Annette [maio] von [nascida Mary Annette Beauchamp; conhecido como Elizabeth von Arnim  ” , no Oxford Dictionary of National Biography ( DOI  10.1093 / ref: odnb / 9780198614128.001.0001 / odnb-9780198614128-e-35883 , acessado em 19 de abril de 2021 )
  23. (en-GB) Kevin Dixon, Odette Keun, HG Wells e a Terceira Via - PRSD  " , no PRSD ,(acessado em 19 de abril de 2021 )
  24. "Os amigos apaixonados: HG Wells e Margaret Sanger" , no Projeto Papel Margaret Sanger.
  25. (em) Nossa história  " sobre Diabetes no Reino Unido (acessado em 19 de abril de 2021 )
  26. Prefácio à edição de 1941 - The War in the Air - HG Wells, livro, texto eletrônico  " , em web.archive.org ,(acessado em 19 de abril de 2021 )
  27. (em) Keith Williams , Steven McLean. The Early Fiction of HG Wells: Fantasies of Science  " , Cadernos Vitorianos e Eduardianos , n o  73 Primavera, p.  243–246 ( ISSN  0220-5610 , ler online , acessado em 20 de abril de 2021 )
  28. Humanity +" Learn "About Us" Annual HG Wells Award for Outstanding Contributions to Transhumanism  " , em web.archive.org ,(acessado em 20 de abril de 2021 )
  29. The Outline Of History - HG Wells  " , em web.archive.org ,(acessado em 20 de abril de 2021 )
  30. Wells, HG 1922. A Short History of the World  " , em www.bartleby.com (acessado em 20 de abril de 2021 )
  31. (em) Magnusson, Denis N., Hell Hath No Fury: Copyright Lawyers 'Lessons from Deeks v. Wells  ” , Queen's Law Journal ,, p.  680-684
  32. Cowley, Malcolm. "Esboço da História de Wells". The New Republic Vol. 81 Issue 1041, 14 de novembro de 1934 (pp. 22–23).
  33. William Steinhoff, "Utopia Reconsidered: Comments on 1984 " 153, Edições Eric S. Rabkin, Martin H. Greenberg e Joseph D. Olander, No Place Else: Explorations in Utopian and Dystopian Fiction . ( ISBN  0-8093-1113-5 ) .
  34. A Barbellion Chronology - The Quotable Barbellion  " , em sites.google.com (acessado em 20 de abril de 2021 )
  35. Frédéric Kaplan e Nicolas Nova ( traduzido  do inglês), Le miracle Wikipedia , Lausanne, Presses Polytechniques et Universitaires Romandes, col.  "  Big Now  ",, 96  p. ( ISBN  978-2-88915-143-1 , apresentação online ) , p.  71-73.
  36. (En-US) Andrea Lynn , desenhos animados de HG Wells, uma janela em seu segundo casamento, foco de um novo livro  " , em news.illinois.edu (acessado em 19 de abril de 2021 )
  37. (em) Gene Rinkel e Margaret Rinkel, The Picshuas of HG Wells: A burlesque diary , University of Illinois Press , 2006.
  38. HG (Herbert George) Wells , Little wars: um jogo para meninos de 12 a 150 anos e para aquelas meninas mais inteligentes que gostam de jogos e livros para meninos , Londres: F. Palmer,( leia online )
  39. (em) How HG Wells Invented Modern War Games 100 Years Atrás  " no HuffPost UK ,(acessado em 19 de abril de 2021 )
  40. Margaret Cole , radicalismo eduardiano, 1900-1914: alguns aspectos do radicalismo britânico , Londres, Routledge,, 97-114  p. ( ISBN  0-7100-7866-8 ) , "HG Wells and the Fabian Society"
  41. (em) John S. Partington , Human Rights and Public Accountability in HG Wells 'Functional World State  " , Cosmopolitics and the Emergence of a Future ,, p.  163–190 ( ler online , acessado em 20 de abril de 2021 )
  42. Wells, Frank. HG Wells - Uma biografia pictórica . London: Jupiter Books, 1977, p. 91
  43. (em) Patrick Parrinder e John S. Partington, A Recepção de HG Wells na Europa , Londres, Bloomsbury Publishing, col.  “Thoemmes Continuum, coll. "The Athlone Critical Traditions Series: The Reception of British Authors in Europe" (no 7), XL-419 p. ",( ISBN  0-8264-6253-7 ) , p.  106-108
  44. An Experiment in Autobiography , p.  556 . Veja também o Capítulo 4 do livro Future as Nightmare: HG Wells and the Anti-Utopians, de Mark Robert Hillegas.
  45. Um experimento em autobiografia p.  215, 687-689 .
  46. Becquemont Daniel. Eugenia e socialismo na Grã-Bretanha. 1890-1900 . In: Mil novecentos, n o  18, 2000. Eugenia e socialismo. p.  53-79 .
  47. França contra robôs p.  175 edição biblio
  48. Herbert Wells, The Fate of Homo Sapiens , (Londres: Secker & Warburg, 1939), p 89-90.
  49. Herbert George Wells Newsletter, Volume 2. p. 10. HG Wells Society, 1981
  50. (em) As previsões de HG Wells foram muito além das inovações científicas  ' no The Independent ,(acessado em 19 de abril de 2021 )
  51. (em) As visões prescientes de HG Wells do futuro PERMANECEM insuperáveis  " , no Guardian ,(acessado em 19 de abril de 2021 )
  52. (in) John Clute , Science Fiction: The Illustrated Encyclopedia , Dorling Kindersley,( ISBN  978-0-7513-0202-8 , leitura online ) , p.  114-115
  53. (en) Algis Budrys, Galaxy Bookshelf ,( leia online ) , p.  187-193
  54. (en-US) “  Nobel Nomination Archive  ” , em NobelPrize.org ,(acessado em 19 de abril de 2021 )
  55. Lewis, CS, Surprised by Joy: The Shape of My Early Life . Nova York e Londres: Harcourt Brace Jovanovich, 1955. p. 36
  56. No episódio 14 da 5ª temporada .
  57. Episódio 6 da 11ª temporada .
  58. Episódio 3 da 13ª temporada .
  59. No primeiro episódio da 4ª temporada .
  60. Temporada 3 , episódio 8 .
  61. (in)Logotipos e eventos de férias - estilo Google! 2009 julho - setembro  ”, no Google.

Veja também

links externos

Esperamos que as informações que coletamos sobre HG Wells tenham sido úteis para você. Se for o caso, não se esqueça de nos recomendar a seus amigos e familiares, e lembre-se que você pode sempre nos contatar se precisar de nós. Se, apesar de nossos melhores esforços, você acha que o que fornecemos sobre _título não é totalmente exato ou que devemos acrescentar ou corrigir algo, ficaríamos gratos se você nos avisasse. Fornecer as melhores e mais completas informações sobre HG Wells e qualquer outro assunto é a essência deste website; somos movidos pelo mesmo espírito que inspirou os criadores do Projeto Enciclopédia, e por esta razão esperamos que o que você encontrou sobre HG Wells neste website o tenha ajudado a expandir seu conhecimento.

Opiniones de nuestros usuarios

Silvana Cavalcante

Gostei da página, e o artigo sobre HG Wells é o que eu estava procurando.

Anderson Aparecido

Acho muito interessante a forma como esta entrada em HG Wells está escrita, lembra-me dos meus anos de escola. Que tempos bonitos, obrigado por me trazer de volta a eles.

Davi Nascimento

É um bom artigo sobre HG Wells. Dá as informações necessárias, sem excessos.

Manoel Lacerda

A entrada em HG Wells foi muito útil para mim.